Setup – Filtros

Finalmente, nesta seção começarei a descrever meu setup de position trade, ou seja, a definição de regras para filtros e pontos exatos de compra e venda das ações para longo prazo, bem como outros pontos importantes.

Para quem não leu, recomendo a leitura de todos os itens do menu “Estratégia” antes de continuar neste. O Setup é somente um dos itens da nossa estratégia, portanto todos os outros itens são tão importantes e indispensáveis quanto este.

Como meu setup é visando longo prazo, ou position trade como é chamado esse tipo de trade, eu utilizo gráficos semanais para a análise. Daqui pra frente, sempre que mencionar qualquer coisa sobre gráficos, é considerando essa periodicidade. Em alguns momentos utilizo o gráfico diário em conjunto. Quando isso ocorrer, eu deixarei claro essa diferença.

É muito importante eu mencionar também que daqui pra frente, todos os indicadores e seus parâmetros, entrada, stop loss, stop móvel e outras regras foram selecionados após centenas ou milhares de backtests automatizados, testando muitos indicadores, parâmetros e combinações em centenas de ações da Bovespa. Até o fim de 2016 eu tinha definido meu setup através de backtests manuais em algumas dezenas de ativos e com poucas combinações de parâmetros e indicadores. A partir dessa data, todas as regras escolhidas tem um respaldo maior vindo de testes maiores e mais completos. Para a escolha do melhor resultado foram analisados principalmente uma combinação de lucro, drawdown máximo (rebaixamento da curva de capital) e profit factor (soma das operações de lucro dividido pela soma das operações de prejuízo). Não se preocupem, isso é só um informativo para os mais curiosos!

A taxa de acerto da estratégia tem uma média de 40%. Essa taxa é o percentual da quantidade de operações com lucro com relação à quantidade total de operações, ou seja, a estratégia mais erra do que acerta. Isso é um padrão em estratégias do tipo trend following (seguidoras de tendência), porém é normal também que as perdas sejam pequenas e os ganhos muito maiores, por isso a matemática do mercado funciona e o crescimento do capital ao longo dos anos seja muito boa.

As primeiras regras do setup são os filtros, que são condições que devem ser satisfeitas para habilitar entradas. Não uso esses indicadores para fechar posições.

Eu uso 3 filtros gráficos, sendo os dois primeiros indicadores de tendência e o terceiro um limitador do tamanho das correções.

Normalmente selecionando ações com FR acima de 90 já implicará em ações em forte tendência de alta, porém pode ocorrer da ação ter subido muito forte por um tempo e ter parado a alguns meses, fazendo uma consolidação de preços e até uma queda acima do desejado para continuar considerando-a interessante naquele momento. Para ajudar nessa visualização, eu utilizo os indicadores abaixo:

_

1) Média Móvel

As médias móveis (MM) são indicadores de tendência e são intrumentos simples, práticos e eficazes para verificar se uma ação está em tendência ou não. Talvez seja o indicador de tendência mais utilizado no mundo. Ela basicamente é a média de preços dos últimos N candles, onde o período N a pessoa define. Quanto menor o período da MM mais próximo dos preços ela tende a ficar e mais rápida ela reage com as mudanças dos preços. Quanto maior o período de cálculo, mais longe ela tende a ficar dos preços especialmente em tendências fortes e a reação dos preços com relação às mudanças dos preços fica mais lenta. Se a MM está virada para cima indica tendência de alta (de curto, médio ou longo prazo, dependendo do período da MM e do timeframe), se a MM está virada para baixo indica tendência de baixa.

Eu uso somente a Média Móvel simples (aritmética) de 9 períodos nos meus gráficos.

A regra é que a MM9 esteja subindo, ou seja, virada pra cima.

Segue alguns exemplos de tendências de alta e a relação dos preços com a MM9:

estrategias_setup_mm_hgtx3

estrategias_setup_mm_vlid3

estrategias_setup_mm_estc3

_

2) Parabolic SAR

O Parabolic SAR é um indicador de tendência que quando os preços estão acima do indicador indica tendência de alta e quando os preços estão abaixo do indicador indica tendência da baixa. Pode ser utilizado para operações de reversões de tendência, que é quando o indicador está acima dos preços e muda para baixo, indicando um possível início de tendência de alta. Também pode ser utilizado como stop móvel, ajustando o stop para o nível do indicador abaixo dos preços, que vai subindo a medida que os preços sobem, porém eu não utilizo como stop. No meu setup eu utilizo somente como indicador de tendência.

Os parâmetros do indicador que utilizo são: passo = 0,02 e valor máximo = 0,10.

A regra é que os preços devem estar acima do Parabolic SAR.

Segue alguns exemplos do Parabolic SAR junto com os preços:

estrategias_setup_parabolic_sar_hgtx3

estrategias_setup_parabolic_sar_vlid3

estrategias_setup_parabolic_sar_estc3

_

3) Correção máxima

Para minha análise, é importante que não haja uma correção (queda) acentuada nos preços, de preferência que forme uma leve correção ou uma consolidação, onde os candles ficam se formando lateralmente.

Para a determinar de forma objetiva o tamanho máximo da correção eu uso um valor baseado no indicador ATR (Average True Range). O ATR é uma medida de volatilidade da ação que calcula a média de tamanho de cada candle, nesse caso semanal. Os softwares possuem esse indicador e já calculam isso automaticamente. Uma maior explicação sobre o ATR pode ser encontrada nesse link.

Eu uso um ATR de 20 períodos para os cálculos.

A regra é que a distância do topo recente (preço máximo) até o fundo da correção sequente (preço mínimo) não deve ultrapassar 2,5 vezes o ATR pois o stop loss inicial ficará muito longe (explicado mais a frente).

Pode-se utilizar o indicador Stop ATR para traçar uma linha no gráfico de forma que fique mais fácil e visual quando a correção está dentro dos conformes ou não. Porém deve-se atentar que o preço base a ser subtraído na fórmula é a máxima e não o fechamento como é o padrão. A fórmula para traçar essa linha é:

Máxima – 2.5*ATR

No menu Ferramentas do blog tem os indicadores e templates que uso tanto para Metatrader 5 quando para ProfitChart, já nas configurações que uso, incluindo esse de correção máxima.

Uma vez que a correção seja maior que os 2,5 ATR, para me autorizar uma entrada é necessário que os preços rompam o topo anterior e então faça uma nova correção dentro dos limites.

Abaixo segue alguns exemplos de gráficos em tendência de alta. A linha azul superior mostra a resistência formada pelos topos e a linha inferior azul mais claro indica o limite que a correção pode chegar para que eu considere uma entrada (detalhados na próxima página). Os retângulos verdes indicam correções que estão OK, aprovadas, enquanto as setas vermelhas mostram correções grandes que anulam o setup naquele momento.

estrategias_setup_tamanho_correcao1

estrategias_setup_tamanho_correcao2

estrategias_setup_tamanho_correcao3

 

Clique aqui para continuar para o “Setup – Entradas”.

Abraços a todos,

Rodrigo Sibin Lichti

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: