Inicial > Aprendizado > Stop por violação ou fechamento?

Stop por violação ou fechamento?

Quando fiz os testes automáticos para definir os melhores parâmetros para meu setup semanal não cheguei a testar o stop por fechamento. Principalmente porque exige mais psicológico de ver uma semana despencando, talvez bem forte, e vender somente na abertura da próxima semana. Obviamente em muitos casos esse movimento será realmente falso e você terá sorte de ter segurado firme a posição até o fim da semana.

Mas eu resolvi fazer os testes! Usei somente o stop ATR automático por violação com multiplicador de 3,5 subtraído do fechamento, que é o que utilizado no meu setup atual, comparando com stops por fechamento com multiplicador 2,5 até 5,0. A regra é esperar fechar o candle abaixo da linha do stop ATR e vender na abertura do candle seguinte. Como o gráfico é semanal isso significa esperar fechar a semana inteira e vender na abertura da próxima, ou seja, segunda-feira.

Por incrível que pareça (não imaginava isso) o melhor resultado foi do multiplicador 5,0! Eu me recusei a continuar aumentando os valores visto que os stops já ficam longes o suficiente. O resultado geral foi um lucro 26% maior com aumento de 9% de drawdown, o que seria bem interessante. A comparação é feita em relação ao stop por violação com multiplicador 3,5 sempre.

Se pegarmos o resultado com o multiplicador 3,5 porém só alterando o stop para fechamento, o lucro fica 9% maior e o drawdown 6% maior, o que já parece médio interessante.

Tem um meio termo que é interessante, com multiplicador 3,9 do ATR, o lucro aumenta 18% e o drawdown 7%.

A taxa de acerto piora bem pouco nos casos de stop por fechamento, em torno de 1-2%.

Um ponto interessante que observei é que em muitas operações ficou posicionado por vários anos, mesmo a ação ter ficado as vezes 1-2 anos de lado, mas no fim ter dado um bom rendimento. Na prática isso não ocorreria pois alguns meses que a ação fique de lado e novas oportunidades mais interessantes vão surgindo, eu teria vendido com certeza. Então levando isso em conta provavelmente os resultados acima teriam um lucro reduzido, já que se trata de um parâmetro subjetivo que acabo usando quando a carteira está cheia.

Considerando principalmente o stop com multiplicador 5,0, analisando os gráficos e comparando as operações com o 3,5 por violação atual, ele predomina bastante em muitas ações, alguns lucros individuais seriam bem maiores no 5,0. Mas aqui entra um ponto de alerta, infelizmente a minha base de MT5 só tem dados de 2008 pra frente. O ideal seria muito maior, pelo menos 2000 pra frente onde houveram vários ciclos do mercado de alta, baixa e lateralização. Portanto nesses últimos 10 anos posso dizer que o stop de 5,0 por fechamento foi bem melhor sim nas ações da Bovespa seguindo todas as outras regras que uso do setup. Porém me deixa inseguro por não ter mais trades para avaliar, se tratando de uma mudança muito relevante no setup que impacta fortemente.

Outro ponto analisando é que o stop fica muito longe com multiplicador 5,0, considerando ainda a margem do valor do indicador até o fechamento, que sempre será mais abaixo. Vi muitos casos que o stop fica 40% abaixo do topo, as vezes mais.

Eu vi no teste que se eu estivesse usando esse stop de 5,0 eu estaria na MGLU3 até hoje, ganhando uma boa nota pois comprei a R$4,50 +- e ela chegou a mais de R$120. Mas em compensação teria ações que eu estaria ganhando um valor muito bom e de repente ela cai até quase metade do valor e me stopa. Se uma situação é violentamente emocionante a outra é estremamente frustrante.

Uma estratégia não é só questão de números e lucro, todos esses fatores devem ser avaliados e definidos por cada um o que é melhor para si de modo a atingir seus objetivos e ficar confortável com seu psicológico. Com a base de dados de somente 10 anos posso dizer que não me sinto confortável com esse tipo de stop, mesmo sendo mais lucrativo nesse período. Se eu tivesse testado em 20 ou 30 anos e desse um resultado igual ou até melhor, eu ainda sim iria pensar bem para tomar uma decisão de qual stop usar.

Não é uma decisão fácil. Do mesmo modo que é difícil ser stopado e ver a ação continuar a voar depois, também não é fácil estar tendo um ótimo lucro e perder tudo num stop longo. Cada pessoa tem um peso maior para cada um desses fatores, e isso define se a pessoa é agressiva, moderada ou conservadora na bolsa de valores. Eu me considero moderado para conservador, com certeza não sou agressivo. Portanto no momento prefiro ter um stop relativamente longo que as ações possam fluir na tendência de longo prazo, mas não tão longo, e também não esperar a semana fechar. Prezo muito pelo estado emocional nos investimentos, mesmo ganhando menos. Prosperidade para mim não é só financeira, envolve outras áreas de bem estar pessoal, e na bolsa de valores é um ambiente muito fácil de bagunçar a cabeça e sensações das pessoas. A muito tempo vendo isso nas outras pessoas sempre foquei ao máximo em escolher estratégias para manter a qualidade de vida. Isso também inclui ter mais tempo, esse é um dos motivos que parei de focar em swing trade e day trade manual.

Portanto depois de muito analisar muitos os gráficos e pensar sobre os resultados, cheguei a conclusão pessoal de manter o stop por violação como está, ATR por violação com multiplicador de 3,5 (que inclusive retestei e o melhor valor se manteve inalterado).

Mas valeu os testes, sempre é bom novas análises de mercado, sempre aprendemos e observamos coisas novas e tiramos novas conclusões. Talvez algo que não sirva no presente pode servir no futuro.

Abraços para todos e boa semana!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Anúncios
Categorias:Aprendizado
  1. Marcelo Silva (MDG)
    10 de junho de 2018 às 14:20

    Fala Rodrigão!
    Muito bom os testes e o texto, muito explicativo e esclarecedor! Parabéns!!
    Uma dúvida, o atual stop ATR 3.5 no gráfico semanal seria por violação nos valores e volatilidade diária de cada papel, certo?

    Ou seja, não seria preciso esperar a semana fechar para saber se houve a violação! Podemos ser levar stop em um papel desde a segunda até a sexta.

    Então, o fechamento para o stop no ATR 5.0 no gráfico semanal não deveria respeitar essa regra? O valor do Stop ATR 5.0 é calculado pelo gráfico semanal, vamos supor que esse valor para a ação ABCD3 seja de R$ 10,00.

    Caso esse papel atinja o valor de R$ 9,99 já na segunda ou terça feira estaria fora dessa operação, pois já cumpriu seu sepultamento, já atingiu seu stop ATR 5.0 semanal.

    Sendo assim, não precisaríamos esperar o fechamento do gráfico semanal para sair da operação, e sim o fechamento do gráfico diário! Pois a violação do setup atual acontece no gráfico diário, certo? Ou estou misturando os conceitos?

    • 11 de junho de 2018 às 19:35

      Fala Marcelo!

      Stop por violação que eu chamo, é aquele automático, que você deixa a ordem registrada no home broker. Assim que os preços batem no valor determinado a venda é feita na hora. Os valores da volatilidade para o cálculo do stop é sempre no gráfico semanal, o mesmo gráfico visualizado para a tomada de decisão, e sempre calculado com candle fechado, ou seja, semana encerrada, sexta a noite. Mas o stop ocorre qualquer dia da semana.

      O cálculo do stop por fechamento é o mesmo, se for fechamento com stop ATR20 com multiplicador 3,5, será a mesma linha que o stop por violação. A única diferença é ter que esperar a semana fechar para ver se o fechamento do candle com abaixo dessa linha. Então o stop será confirmado somente no fim do pregão da sexta e executado manualmente na abertura do pregão da segunda-feira.

      Nada é feito no gráfico diário, sempre gráfico semanal, no caso do meu setup. Você está misturando conceitos! rs

      Abraços!

  2. Eduardo
    17 de junho de 2018 às 9:28

    Olá, antes de tudo parabéns pelas postagens.
    Preciso aprender a trabalhar e fazer back testes com o Meta Trader.
    Como você aprendeu?

    • 17 de junho de 2018 às 10:47

      Obrigado Eduardo!
      Eu sou da área de TI, então já conheço programação, apesar de não trabalhar com isso. Sobre a linguagem MQL5 eu fui lendo artigos do próprio site mql5.com ensinando como fazer robôs do zero a partir de exemplos. Comecei fazendo robôs básicos só de compra e venda a partir de critérios simples, depois fui melhorando aos poucos, adicionando cada vez mais funcionalidades.
      Abraços!

  3. Eduardo
    20 de junho de 2018 às 21:53

    É possível fazer um setup com indicadores como médias móveis, oscilações e outros índices já presentes no Metatrader e depois fazer backtestes com esses setups?
    Se for possível, em uma segunda etapa, fazer esse setup dar pontos de entrada e de saída automaticamente para Tend Following?
    Tudo isso usando indicadores já presentes no Metatrader sem necessidade de programar um robô, já que eu iria operar manualmente?

    • 21 de junho de 2018 às 9:51

      Fala Eduardo!

      É possível fazer setup com quaisquer indicadores. Se for nativo do MT5 é mais simples pois tem funções prontas, mas se não for nativo é só programa-los, ou então baixar um indicador customizado e chama-lo de dentro do robô. É menos performático mas funciona também, sem complicações.

      Não dá pra fazer backtest de indicadores, você obrigatoriamente precisa construir um robô (Expert Advisor ou EA) no MT5 para colocar as regras de como será feita a entrada e saída do setup, por mais básico que seja. Às vezes você quer combinar mais de um indicador ou regra, isso tudo tem que estar programado. E mesmo um indicador somente como IFR há várias formas de operar com ele, portando você que tem que definir.

      Mas existe uma diferença grande entre fazer um EA para operar automaticamente em conta real e um EA somente para fazer backtests e testar estratégias. Para operar com robô, precisa ter várias checagens e rotinas de segurança, tratativas de exceções e previsões de problemas. Isso vai gerar um robôs provavelmente com milhares de linhas de código. Um EA somente para backtest você faz com poucas dezenas de linhas, no máximo centenas dependendo da complexidade das regras. Um simples EA para testar cruzamento de médias sem outras regras quaisquer seria bem simples, com menos de 100 linhas. Um robô normalmente é feito para operar em diversos mercados como ações, futuros e forex. Cada um desse mercado tem tratativas diferentes. Você pode ter vários tipos de filtros, stop móvel, position sizing, tratamento de horário em daytrade, etc etc. Se for um EA só para backtest, só para ações, com setup bem específico, um ou dois filtros e stop bem definido com ou sem indicador, será bem simples.

      No próprio site mql5.com na sessão Artigos tem vários exemplos de EAs prontos que para finalidade de backtest servem perfeitamente, aí é só ir adaptando para o setup desejado.

      Abraços!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: