Arquivo

Archive for dezembro \30\America/Sao_Paulo 2019

Resultado 2019

30 de dezembro de 2019 12 comentários

2019 encerrando e um resultado absolutamente exceptional! 120%! Muito feliz e grato pelo rendimento obtido.

Se considerarmos que a taxa da SELIC continua baixando e chegou no patamar de 4,5%, os investimentos em renda variável viraram essenciais e que bom que estamos conseguindo ter sucesso nesse mercado de ações!

E por incrível que pareça ainda poderia ter sido mais rentável ainda se eu não tivesse encerrado algumas operações prematuramente conforme detalhei no post Revisão das operações encerradas antes do stop ATR. Detalho mais também a questão de um stop por tempo em ações que ficam em lateralização dos preços por muito tempo.

Um recurso que comecei a utilizar no fim desse ano quando surgiram novas oportunidades e eu não tinha dinheiro disponível em conta e também não queria vender antecipadamente nenhuma ação para fazer a troca, foi fazer operações a termo. Detalho um pouco mais nesse mesmo post. Enfim, se eu tivesse começado a usar o termo mais cedo no ano para comprar novas ações ao invés de vender para trocar, provavelmente meu resultado teria sido bem superior. Em épocas que estiver com o dinheiro todo alocado em ações, com o risco da carteira reduzido, provavelmente irei fazer uso do termo daqui pra frente para otimizar meus rendimentos mas mantendo o risco controlado. Mas aqui vai um ALERTA! Esse tipo de operação só é recomendado para traders mais experientes e com muita gestão de risco, pois se trata de uma operação alavancada, onde usamos mais dinheiro do que temos para operar.

Nos últimos 2 anos, mas com mais frequência neste ano, eu resolvi fazer uma variação na entrada de algumas ações pelo gráfico diário, quando havia alguma ação em tendência de alta onde no gráfico semanal não faziam nenhuma correção de pelo menos uma semana, todo novo candle semanal fazia uma máxima maior que a anterior, não dando espaço para entrada pelo meu setup. Os resultados desses testes eu detalhei no post Revisão das operações com entrada pelo gráfico diário. E agora vou fazer backtests com entradas sempre pelo gráfico diário e comparando com as entradas tradicionais pelo gráfico semanal, vamos ver se fica mais interessante ou não, se mudarei para um setup 3.0 ou se ficarei no 2.0 mesmo!

Conclusão: o setup 2.0 mostrou-se extremamente eficaz na seleção de ações fogueteiras que colaboraram com um excelente rendimento. Também foi um ano de novos aprendizados e evoluções.

Segue a tabela de rentabilidade da minha carteira desde o início (maio/2009), juntamente com o IBOV no mesmo período:

Ano Estratégia Minha Carteira Acumulado IBOV Acumulado
2009 v1 71,86% 71,86% 45,01% 45,01%
2010 v1 121,56% 280,77% 1,05% 46,53%
2011 v1 -10,47% 240,91% -18,13% 19,97%
2012 v1 7,02% 264,84% 7,38% 28,82%
2013 v1 -1,50% 259,37% -15,49% 8,87%
2014 v1 6,16% 281,50% -3,02% 5,58%
2015 v1 5,29% 301,68% -13,30% -8,46%
2016 v1 -1,33% 296,34% 40,49% 28,60%
2017 v2 44,32% 472,01% 26,86% 63,14%
2018 v2 71,59% 881,50% 15,03% 87,66%
2019 v2 120,22% 2.061,44% 31,58% 146,93%

O histórico completo das minhas operações realizadas pode ser acessado através deste post.

Um excelente ano de 2020 de ótimos trades e com muita saúde, felicidade, paz e harmonia para todos nós!

Abraços,

Rodrigo Sibin Lichti

Categorias:Carteira, Resultados

Revisão das operações com entrada pelo gráfico diário

28 de dezembro de 2019 6 comentários

Minha estratégia sempre foi exclusivamente pelo gráfico semanal por se tratar de operações de longo prazo. Os gráficos são mais harmônicos e fazem menos ruídos de movimentações de curto prazo.

Porém aconteciam situações que me deixava ansioso, quando havia alguma ação em tendência de alta onde no gráfico semanal não faziam nenhuma correção de pelo menos uma semana, todo novo candle semanal fazia uma máxima maior que a anterior, não dando espaço para entrada pelo meu setup.

Foi então esse ano que resolvi testar uma variação de entrada. Todas as regras permaneciam iguais com exceção da análise da correção, que nesses casos eu resolvi fazer pelo gráfico diário.

No total foram 7 operações que fiz nessa modalidade. Algumas dessas ações eu vendi antes de pegar no stop ATR conforme detalhei no post anterior, porém aqui não vou levar isso em consideração pois o tema da análise é outro.

Nos gráficos abaixo, a seta azul indica onde fiz a entrada. A seta amarela indica onde teria sido a entrada se eu esperasse uma correção pelo gráfico semanal, conforme o setup original.

 

MOVI3

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 7 semanas seguidas de alta e então resolvi fazer a entrada após uma correção no gráfico diário. Nesse caso 2 semanas depois teria dado uma entrada pelo gráfico semanal também.

Variação do preço até hoje: 83%

 

PPLA11

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 3 semanas seguidas de alta. Nesse caso não teria havido entrada pelo gráfico semanal pois a ação simplesmente despencou alguns dias depois que entrei.

Variação do preço até o stop inicial: -12%

 

JSLG3

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 6 semanas seguidas de alta. A entrada pelo gráfico semanal teria ocorrido 7 semanas depois, 27% acima da entrada pelo gráfico diário, e provavelmente teria pegado o stop inicial.

Variação do preço até hoje: 81%

 

QUAL3

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 9 semanas seguidas de alta. A entrada pelo gráfico semanal teria ocorrido 8 semanas depois, 39% acima da entrada pelo gráfico diário, porque o mega candle verde pouco depois da seta azul foi um gap enorme de alta, o que não teria entrado na ordem de start.

Variação do preço até hoje: 89%

 

JHSF3

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 5 semanas seguidas de alta, porém houve um intervalo com uma correção curta de 1 candle que eu não entrei naquele momento, resolvi entrar depois que a forte alta confirmou a força da tendência que eu estava meio desconfiado. A entrada pelo gráfico semanal teria ocorrido 8 semanas depois, 16% acima da entrada pelo gráfico diário.

Variação do preço até hoje: 88%

 

HBOR3

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 5 semanas seguidas de alta, tendo uma pequena correção de 1 candle no meio que não cheguei a entrar. A entrada pelo gráfico semanal teria ocorrido 5 semanas depois, 22% acima da entrada pelo gráfico diário.

Variação do preço até hoje: 24%

 

POSI3

Semanal:

Diário:

A ação vinha de 6 semanas seguidas de forte alta. Não teria dado entrada pelo gráfico semanal até o momento.

Variação do preço até hoje: 30%

 

Conclusão

Das 7 operações que fiz utilizando rompimento do gráfico diário, 6 foram com sucesso e 1 não. Ainda são poucos dados para considerar uma regra mas nesse ano essas operações foram vantajosas e tecnicamente válidas.

Vendo a vantagem com relação às entradas posteriores nos gráficos semanais me faz pensar num estudo mais abrangente de sempre considerar uma entrada pelo gráfico diário ao invés do semanal para evitar ao máximo deixar a ação correr muito antes de dar uma pausa para minha entrada. Talvez uma entrada pelo gráfico diário em ações com FR acima de 90 possa otimizar mais o setup. Vou tentar fazer um estudo mais concreto em breve sobre isso.

Mas por enquanto vou continuar fazendo entradas pelo gráfico diário quando as ações não fizerem correções no gráfico semanal.

Abraços para todos e bons estudos e trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Atualização semanal – 28/12/2019

28 de dezembro de 2019 2 comentários

Nenhuma compra feita essa semana.

Ajustes de stop:

TRIS3: de 11,10 para 11,53
JSLG3: de 19,42 para 20,97
JHSF3: de 5,16 para 5,43 (primeiras posições)
JHSF3: de 5,22 para 5,43 (terceira posição – agora juntando com as anteriores)
CNTO3: de 25,75 para 26,23

Nenhum stop atingido.

Nenhuma oportunidade de entrada para essa semana.

No radar do mês: AZEV4, CCPR3, CGAS5, EZTC3, FHER3, GSHP3, LOGN3, MMXM11, PFRM3, PRIO3, QUAL3, RSID3, SLED3, SQIA3, WHRL4.

Minha carteira atual de Trend Following:

Data Entrada Ação Preço Compra Estratégia Variação Stop atual
02/01/2019 TRIS3 4,16 Rompimento Semanal 266,11% 11,53
25/02/2019 JSLG3 9,15 Rompimento Semanal 188,96% 20,97
24/06/2019 TRIS3 6,52 Rompimento Semanal 133,59% 11,53
25/06/2019 JSLG3 14,62 Rompimento Diário 80,85% 20,97
24/07/2019 JHSF3 3,76 Rompimento Diário 87,77% 5,43
30/09/2019 ALPA4 26,19 Rompimento Semanal 24,70% 26,38
18/10/2019 JHSF3 4,35 Rompimento Semanal 62,30% 5,43
18/11/2019 HBOR3 3,64 Rompimento Diário 23,63% 3,19
02/12/2019 JHSF3 5,86 Rompimento Semanal 20,48% 5,43
03/12/2019 CNTO3 29,36 Rompimento Semanal 19,21% 26,23
03/12/2019 POSI3 7,94 Rompimento Diário 29,85% 8,13
12/12/2019 POSI3 11,65 Rompimento Diário -11,50% 9,29

*Preço de compra ajustado por proventos

Bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Carteira, Oportunidades

Planilha com indicador FR (Força Relativa) das ações BOVESPA – 28/12/2019

Segue a planilha mensal com as ações da BOVESPA e o valor dos FR:

FR_Acoes_2019-12-28.xlsx

Obs: pode haver distorções (cálculos errados) em algumas ações devido ao atraso no ajuste de preços de proventos ou eventos corporativos pelo meu provedor atual de dados do Metastock.

Abraços a todos e bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Materiais

Revisão das operações encerradas antes do stop ATR

28 de dezembro de 2019 4 comentários

Nos últimos 2 anos eu encerrei algumas operações prematuramente, vendendo ações antes de atingir o stop ATR, por considerar que a força da tendência estava ficando cada vez mais fraca e outras oportunidades mais interessantes estavam surgindo.

Depois de ter passado um bom tempo após as vendas, resolvi fazer uma análise para ver o que aconteceu com cada ação depois da minha saída.

No total foram 12 ações, que mostrarei na sequência.

A seta azul indica o candle semanal que fiz a saída. A seta vermelha indica onde teria sido a saída pelo setup, quando atingisse o stop móvel. Em alguns casos não teria tido saída até hoje.

Colocarei um valor aproximado de variação de preços do meu ponto de saída para o ponto se tivesse continuado estritamente no setup. Aproximado porque os gráficos são ajustados por proventos.

 

FLRY3 – 19/10 e 27/11/2017

Preço médio de venda antecipado = R$ 26,20
Preço de venda pelo setup = R$ 23,28
Diferença = -11%

 

ANIM3 – 05/03/2018

Preço de venda antecipado = R$ 26,10
Preço de venda pelo setup = R$ 22,71
Diferença = -13%

 

UNIP6 – 25/02/2019

Preço de venda antecipado = R$ 33,80
Preço de venda pelo setup = R$ 28,47
Diferença = -16%

 

MGLU3 – 25/03/2019

Preço de venda antecipado = R$ 21,70
Preço atual da ação = R$ 48,73
Diferença = +124%

 

HGTX3 – 18/04/2019

Preço médio de venda antecipado = R$ 30,00
Preço atual da ação = R$ 34,00
Diferença = +13%

 

JHSF3 – 22/05 e 07/06/2019

Preço de venda antecipado = R$ 2,40
Preço atual da ação = R$ 7,06
Diferença = +194%

 

LOGN3 – 07/06/2019

Preço de venda antecipado = R$ 8,70
Preço de venda pelo setup = R$ 15,63
Diferença = +79%

 

KEPL3 – 24/06/2019

Preço de venda antecipado = R$ 19,30
Preço de venda pelo setup = R$ 19,22
Diferença = -0,5%

 

BIDI4 – 24/06/2019

Preço de venda antecipado = R$ 9,95
Preço de venda pelo setup = R$ 14,73
Diferença = +48%

 

IRBR3 – 25/06 e 01/07/2019

Preço médio de venda antecipado = R$ 33,40
Preço atual da ação = R$ 39,52
Diferença = +18%

 

QUAL3 – 24/07/2019

Preço médio de venda antecipado = R$ 20,00
Preço atual da ação = R$ 37,67
Diferença = +88%

 

MOVI3 – 30/09 e 11/10/2019

Preço médio de venda antecipado = R$ 14,80
Preço atual da ação = R$ 19,12
Diferença = +29%

 

Das 12 vendas antecipadas, posso dividir em 3 categorias:

– Em 4 delas eu vendi por um preço superior ao que queria vendido pelo stop ATR: FLRY3, ANIM3, UNIP6, KEPL3.
– Em 3 delas eu venderia por um preço um pouco maior do que vendi: HGTX3, IRBR3, MOVI3.
– Em 5 delas eu deixei de ganhar um alto percentual de lucro: MGLU3, JHSF3, LOGN3, BIDI4, QUAL3.

Na primeira categoria me dei bem, vendi antes e tive vantagem. Na segunda categoria eu também considero vantagem pois apesar de ter tido uma pequena variação positiva, demorou vários meses e com isso perderia outras oportunidades (com exceção de MOVI3 que ainda é um pouco recente). Agora com certeza na terceira categoria foi onde não valeu nem um pouco a pena ter vendido antes, pois houve movimentos fortes de alta, em alguns deles mais de 100% de variação após minha saída.

Mas eu vejo que a análise é mais complicada que isso, pois ao mesmo tempo que deixei de ganhar com essas 5, eu ganhei com outras que comprei. Por exemplo, comprei TRIS3 e JSLG3 no fim de junho e tiveram forte alta até aqui. A própria JHSF3 eu acabei recomprando algumas semanas depois, deixando de ganhar uma parte do movimento obviamente. E nas 7 ações dos primeiros grupos, várias delas demorariam meses para ter dado stop, deixando o dinheiro parado praticamente. Pensando numa análise de carteira, fica difícil saber se valeu e vale a pena a venda antecipada das ações que aparentam estar perdendo força na tendência.

Analisando individualmente as ações, me parece que não vale a pena sair tão cedo, tem que haver um pouco mais de paciência para deixar fluir e ver se a tendência continuará forte ou não. Em alguns casos uma ação com FR acima de 90 que teve uma desaceleração da tendência, é só um preparo para um estouro posterior, portanto vale a pena esperar para pagar para ver.

Fiz um estudo de todas as ações que tiveram compra pelo meu setup nos últimos 15 anos e cheguei a conclusão que não é interessante fazer saídas antecipadas muito cedo em ações com algumas semanas de congestão. Em valores objetivos, o stop por tempo mínimo é de 22 semanas depois do último topo. Isso significa que após os preços fazerem um novo topo, e em seguida fazer uma correção e posteriormente entrar num congestão, se os preços não romperem esse topo em 22 semanas é válido fazer uma venda antecipada, ou stop por tempo. E o stop por tempo ideal seria de 24 a 26 semanas.

Esse estudo mostra que uma ação com FR alto que estava em forte tendência e de repente os preços lateralizaram, em até 26 semanas há uma grande probabilidade dos preços romperem e dispararem novamente. Se passar de 26 semanas e o preço estiver nessa congestão ainda, as chances maiores indicam que a tendência forte deve ter finalizada e então vale a pena vender antecipadamente.

Um recurso que comecei a utilizar no fim desse ano quando surgiram novas oportunidades e eu não tinha dinheiro disponível em conta e também não queria vender antecipadamente nenhuma ação para fazer a troca, foi fazer operações a termo. Essa é uma modalidade que basicamente a corretora de empresta dinheiro a um juros baixo (em torno de 0,5% a.m.), usando as minhas ações como garantia, e então faço a compra da ação que eu quero. Com isso posso esperar o tempo necessário para ver as ações que tenho se vão continuar andando ou não, e ainda assim abrir novas posições. Mas aqui vai um ALERTA! Esse tipo de operação só é recomendado para traders mais experientes e com muita gestão de risco, pois se trata de uma operação alavancada, onde usamos mais dinheiro do que temos para operar. No meu caso, estou fazendo com muita cautela, o risco da minha carteira estava em somente 2% sendo que meu limite é 6%, portanto tinha uma boa margem de risco para novas operações e por isso resolvi fazer, abrindo 2 operações a termo com 1% de risco do meu capital em cada.

Então esse foi um ano com alguns arrependimentos gerados pela ansiedade de ver novas oportunidades passando na janela e a falta de paciência de esperar as ações darem os frutos. Mas tudo isso faz parte do aprendizado, o mais importante é sempre analisar as operações realizadas, ver onde estamos acertando, onde estamos errando e onde podemos melhorar. Testar novas abordagens é positivo, afinal com eles podemos evoluir nos investimentos. Se um teste não deu certo, damos um passo para trás e seguimos o jogo. Agora que fiz os testes e determinei objetivamente um valor para stop por tempo, dará mais segurança quando decidir vender antecipadamente, bem como saberei que devo ter mais paciência em eventuais congestões pois em várias ocasições haverá uma boa recompensa depois.

Abraços para todos e bons estudos e trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Atualização semanal – 20/12/2019

Nenhuma compra feita essa semana.

Ajustes de stop:

JSLG3: de 18,70 para 19,42
JHSF3: de 5,14 para 5,16 (primeiras posições)

Nenhum stop atingido.

Nenhuma oportunidade de entrada para essa semana.

No radar do mês: AMAR3, CCPR3, CNTO3, CTKA4, EVEN3, EZTC3, GPCP3, LOGN3, PFRM3, POSI3, QUAL3, RDNI3.

Minha carteira atual de Trend Following:

Data Entrada Ação Preço Compra
Estratégia Lucro Stop atual
02/01/2019 TRIS3 4,16 Rompimento Semanal 244,47% 11,10
25/02/2019 JSLG3 9,15 Rompimento Semanal 172,13% 19,42
24/06/2019 TRIS3 6,52 Rompimento Semanal 119,79% 11,10
25/06/2019 JSLG3 14,62 Rompimento Diário 70,31% 19,42
24/07/2019 JHSF3 3,76 Rompimento Diário 79,79% 5,16
30/09/2019 ALPA4 26,19 Rompimento Semanal 23,52% 26,38
18/10/2019 JHSF3 4,35 Rompimento Semanal 55,40% 5,16
18/11/2019 HBOR3 3,64 Rompimento Diário 17,58% 3,19
02/12/2019 JHSF3 5,86 Rompimento Semanal 15,36% 5,22
03/12/2019 CNTO3 29,36 Rompimento Semanal 13,28% 25,75
03/12/2019 POSI3 7,94 Rompimento Diário 39,17% 8,13
12/12/2019 POSI3 11,65 Rompimento Diário -5,15% 9,29

*Preço de compra ajustado por proventos

Bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Carteira, Oportunidades

Atualização semanal – 14/12/2019

Novas entradas (compras) ocorridas essa semana:

POSI3 a R$11,65

Ajustes de stop:

JSLG3: de 18,21 para 18,70
JHSF3: de 4,84 para 5,14 (primeiras posições)
ALPA4: de 25,37 para 26,38
POSI3: de 8,05 para 8,13

Nenhum stop atingido.

Nenhuma oportunidade de entrada para essa semana, porém estou de olhos atentos em PFRM3, saiu de FR 30 e já está em 91 em 2 semanas. Está fazendo movimento parecido com POSI3.

No radar do mês: AMAR3, CCPR3, CNTO3, CTKA4, EVEN3, EZTC3, GPCP3, LOGN3, PFRM3, POSI3, QUAL3, RDNI3.

Minha carteira atual de Trend Following:

Data Entrada Ação Preço Estratégia Variação Stop
02/01/2019 TRIS3 4,16 Rompimento Semanal 249,04% 11,10
25/02/2019 JSLG3 9,15 Rompimento Semanal 163,50% 18,70
24/06/2019 TRIS3 6,52 Rompimento Semanal 122,70% 11,10
25/06/2019 JSLG3 14,62 Rompimento Diário 64,91% 18,70
24/07/2019 JHSF3 3,76 Rompimento Diário 78,46% 5,14
30/09/2019 ALPA4 26,19 Rompimento Semanal 26,77% 26,38
18/10/2019 JHSF3 4,35 Rompimento Semanal 54,25% 5,14
18/11/2019 HBOR3 3,64 Rompimento Diário 17,31% 3,19
02/12/2019 JHSF3 5,86 Rompimento Semanal 14,51% 5,22
03/12/2019 CNTO3 29,36 Rompimento Semanal 12,40% 25,75
03/12/2019 POSI3 7,94 Rompimento Diário 41,06% 8,13
12/12/2019 POSI3 11,65 Rompimento Diário -3,86% 9,29

Preço de compra ajustado por proventos

Bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Carteira, Oportunidades