Autor

Me chamo Rodrigo Sibin Lichti, sou formado em Engenharia de Computação na PUC Campinas e trabalho na área de TI com Banco de Dados. Não sou trader profissional.

Meu objetivo na bolsa de valores é investir meu dinheiro procurando obter ganhos superiores a Renda Fixa (Poupança, CDB, Fundos DI/RF, Tesouro Direto, etc), visando o aumento do meu patrimônio. Com a recente queda da taxa de juros do Brasil e a tendência de termos uma taxa de juros bem baixa num longo prazo a medida que o país for ficando mais desenvolvido, se torna de grande importância os investimentos em renda variável.

Para isso estudo o mercado financeiro desde 2007 e o que posso dizer da minha experiência é que não é nada fácil tirar dinheiro do mercado. Se fosse, muita gente estaria rica operando na bolsa, porém não é bem assim. Pouca gente ganha muito dinheiro e a grande maioria perde, porém é possível ganhar. Por esse motivo eu acho que estudar muito antes de entrar no mercado é essencial.

Estou sempre estudando e tentando achar estratégias interessantes para operar no mercado e tentando aprimorar as que já dão certo. Quando leio um livro ou faço um curso, começo executar na prática com menos dinheiro para validar as novas estratégias. Isso quer dizer que minhas opiniões de trades aqui colocadas não devem ser seguidas a não ser que a pessoa concorde com a estratégia. Também quer dizer que estou aberto a quaisquer opiniões, críticas e sugestões das minhas estratégias e comentários aqui feitos pois, como mencionei, estou sempre tentando melhorar minhas estratégias de forma a obter um retorno maior do mercado e o mais importante, com maior segurança possível.

Meus objetivos em criar um blog são basicamente três:
– Escrever sobre minhas análises, operações feitas e outras questões do trader de modo a aprender mais.
– Disponibilizar para amigos essas informações para estimulá-los a estudar o mercado também. Muitos amigos me perguntam que ação eu estou comprando ou vendendo. Com esse blog fica mais fácil essa comunicação deixando as informações mais bem estruturadas e visuais e não somente no falatório do cafezinho ou na academia.
– Encontrar pessoas que se interessam por metodologias de análises e estratégias semelhantes às que utilizo e que também estejam em busca do aprendizado constante e melhorar sempre, de modo que possamos formar um grupo para troca de idéias e experiências, onde cada um possa dizer o que está dando certo, o que está dando errado, o que tem feito para melhorar o retorno de uma operação, etc.

Obrigado a todos pela visita e por acompanhar o blog! Espero que esse site possa agregar de alguma forma com sua vida financeira em geral, seja na indicação de livros, estratégias, dicas, questões mentais ou quaisquer outros temas que surjam. Aguardo comentários para interagirmos e todos nós evoluirmos.

Abraços,

Rodrigo Sibin Lichti

 

Anúncios
  1. Alexandre Duarte
    18 de março de 2013 às 17:17

    Muito bom esse trabalho, estrei acompanhando com frequência. Abraços

  2. sandro
    14 de julho de 2013 às 10:17

    Parabens pelo otimo blog, ser TrendFollowing realmente é o melhor caminho..

  3. dandrade
    19 de abril de 2014 às 16:02

    https://traderrodrigo.com.br/estrategias/estrategias-setup-parte-1/

    Olá! Você falou sobre ações variando 1 centavo. Sobre a fila de espera no book de ofertas.
    Mas se fazer a compra a descoberto, estará fazendo uma operação de ganho na baixa;
    Adquire a 2 centavos e entrega a 1 centavo…, neste valor existe muitos compradores.
    O que tem a dizer? Concorda?

    • 19 de abril de 2014 às 16:12

      Olá dandrade!
      Acho que você quis dizer VENDA a descoberto, correto? Onde você alugaria a ação e venderia no mercado, ou venderia sem alugar e recompraria no mesmo dia, sem precisar alugar.
      Mas o processo é o mesmo da compra. Se você colocar uma ordem de venda a 2 centavos, terá milhares de ordens antes da sua do mesmo jeito que na compra a 1 centavo. Então também não acho viável do mesmo jeito.
      Acredite, já pensei em diversas forma de ganhar dinheiro fácil na bolsa, afinal se existisse um caminho fácil, pra que ficar esperando anos? Mas até hoje não encontrei essa forma fácil, porque muito provavelmente não exista, senão muita gente estaria comentando por aí.
      Abraços!
      Rodrigo

  4. Vitor
    24 de abril de 2014 às 22:38

    Muito bom esse blog. Virei fã.

    • 24 de abril de 2014 às 22:44

      Obrigado Vitor!
      Se tiver alguma dúvida ou quiser compartilhar conhecimento para trocarmos idéias por favor fique à vontade.
      Abraços!
      Rodrigo

  5. Anselmo
    27 de abril de 2014 às 17:50

    Prezado Rodrigo,

    Seu blog é muito bom, parabéns. Vou começar a observar e estudar suas estratégias.
    Gostaria de saber se existe um site ou um software gratuito onde posso buscar uma lista com a Força Relativa (não é IFR) dos papéis da Bovespa.

    • 27 de abril de 2014 às 18:19

      Obrigado Anselmo!

      Se tiver alguma dúvida ou quiser compartilhar conhecimento para trocarmos idéias por favor fique à vontade.

      Não conheço nenhum site que disponibilize uma lista com a força relativa das ações da Bovespa. Algumas estratégias e ferramentas que os americanos usam, só começam a ser utilizadas muitos anos depois aqui no Brasil. Você pode calcular isso facilmente no Excel, basta você ter os dados de fechamento ou variação (%) disponíveis na planilha. Eu uso o Metastock e ele exporta facilmente os dados já prontos, no caso a variação de um período, e a partir daí eu cálculo a FR de cada ação.

      Abraços!
      Rodrigo

      • Anselmo
        27 de abril de 2014 às 20:33

        Rodrigo,
        Coloquei esse assunto porque para tentar conseguir um bom trade seguidor de tendência, segundo a Leandro & Stormer, escolhemos os 5 papéis com maior FR (compra) e os 5 com menor FR (venda). Porém, um outro parâmetro que agora me chama a atenção é o último lucro trimestral de uma empresa como indicativo da tendência futura do papel, embora não faça parte da AT, mas na minha opinião pode ser uma vantagem para incluir na análise.

        Outra questão que quero colocar aqui é sobre as operações de contra tendência – concordo com vc que realmente elas são “cruas” – dão muitas falsas entradas. Somente um set up que eu acho bom é o set up Fechou Fora Fechou Dentro. A L&S fez backtests desses set ups de contra tendência informando que têm alto índice de acertos, porém minha experiência mostra o contrário, exceto para o FFFD – não entendi os resultados desses backtests que eles fizeram!

        Rodrigo, seria bom criar grupos de discussão para continuarmos esses assuntos e outros que as pessoas colocarão.

        Abraços.

    • 27 de abril de 2014 às 22:24

      Oi Anselmo,

      Se você se interessar em misturar um pouco de Análise Técnica com Análise Fundamentalista, recomendo fortemente o livro “How to Make Money in Stocks: A Winning System in Good Times and Bad” de William J. O’Neil. O autor pesquisou dezenas de fatores durante décadas de mercado e chegou a conclusão de 7 fatores que tem relação direta com a subida de preços de uma ação. É um estudo muito bom e traz uma metodologia interessante, e envolve análise técncia. Um dos fatores importante é justamente o lucro trimestral da empresa.

      Já fiz vários cursos e tenhos vários DVDs do Leandro&Stormer, gosto muito da forma de trabalho deles e da metodologia de ensino e montagem do plano de trade e dos setups. Eles são extremamente detalhistas e criteriosos, além de didáticos. Isso me agrada muito. Porém testei bastante os setups deles, inclusive os de reversão de tendência e não achei tão interessante, então parei de usar todos os setups. Os setups de swing trade acho que a proporção lucro/prejuizo está perto de 1:1, então não fica muito atraente.

      Conforme coloquei no meu último post essa semana, estou lendo novos livros e relendo outros sobre swing trade, querendo ver se faço uma combinação de uma estratégia interessante, porque até hoje de tudo que li e aprendi para swing trade, nada provou dar lucros consistentes ao longo dos meses.

      Seria legal mesmo abrir um grupo de discussão. Onde você achar melhor? Grupo no facebook, forum, grupo de e-mail?

      Abraços,

      Rodrigo

      • Anselmo
        28 de abril de 2014 às 0:15

        Obrigado pela recomendação do livro, vou adquiri-lo com certeza. Percebo que vc também é um estudioso, parabéns. Comecei no trade ano passado e já tô estudando muito para otimizar os set ups de contra tendência.

        Cara, incrível como os set ups de swing trade da L&S ainda não dão lucros consistes! Acompanhei os trades do fórum deles nos últimos meses e parece que os set ups são bons apenas quando o mercado está indo bem, do contrário …

        Sobre os locais dos grupos de discussão, na minha opinião prefiro deixar centralizado aqui no site mesmo, acho mais prático, mas faça o que vc ou os outros acharem mais conveniente. Só deixo como sugestão incluir 2 temas que me interessam muito: position trade e contra-tendencia.

        Abraços
        Anselmo

    • 28 de abril de 2014 às 11:23

      Sim, estudo bastante mesmo. Afinal, é essencial para melhorarmos, em qualquer tema, certo? 🙂 Eu já li todos os livros na seção “Livros” do menu, lá coloquei um breve comentário de cada um.

      É exatamente isso que percebi, eles funcionam muito bem quando o mercado e a tendência estão bons, do contrário fica tomando toco direto.

      Já vi e analisei vários setups de position trade e este que uso é o que acho mais agradável e eficaz para mim, bem como genérico, sem precisar analisar muito o particular de cada ação para adaptar parâmetros de indicadores por exemplo. O máximo de subjetivo que olho nessa estratégia minha é o grau de confiabilidade dos rompimentos da ação específica que estou para comprar. Se vejo que os rompimentos são fortes e raramente fazer uma correção acentuada em seguida, dependendo da situação eu coloco um stop mais curto, mais alto do que o último fundo.

      Eu particularmente nunca fui muito fã dos setups contra tendência, pois possuem uma taxa de acerto menor. Obviamente a probabilidade é da ação continuar a tendência principal do que virar a tendência. Para swing trade eu sempre gostei mais dos setups seguidores de tendência, procurando rompimentos em casos de correções muito curtas ou congestões, e comprar nas correções médias ou maiores, mas ainda a favor da tendência principal. Ultimamente estou ficando um pouco mais aberto aos setups contra a tendência, neste livro que estou lendo há várias idéias para entrar contra a tendência. Eu acho meio bruto comprar na raça quando uma ação está caindo há meses, tipo um trem em velocidade e você entra na linha e espera que naquele ponto o trem pare e volte, rss. Eu acho menos arriscado entrar contra a tendência em formações do tipo fundo duplo, OCOI, pivot, etc, onde os preços sobem primeiro, voltam a cair e você compra antes de ultrapassam o fundo anterior.

      Mas obviamente não existe o certo, é o perfil de cada um. Há alguns setups de compra direto na queda, dependendo das formações, talvez após estudar os gráficos e chegar a conclusão que são interessantes eu comece a operar esses também. Na verdade eu não sou contra nada. Desde que possua boas probabilidades de ganho, ou boas estatísticas, com bom controle de risco, que analisando mês após mês dê resultados consistentes sem grandes drawdowns, então eu fico totalmente a favor e com certeza vou testar na prática. O problema é que a maioria não rola, então acabo ficando nos seguidores de tendência que possuem uma probabilidade natural melhor de dar certo.

      Depois de ter estudado e testado sobre essa nova metodologia eu te aviso.

      Abraços!

      Rodrigo

      • Anselmo
        30 de abril de 2014 às 0:38

        Rodrigo,

        Estive lendo a parte 2 do Setup e encontrei o indicar ADX que pode ser de grande valia para eu usá-lo no método de contra-tendência.

        Eu entendo que a estratégia de contra-tendência é apropriado para o mercado que “anda de lado”, ou seja, não existe uma tendência definida ou a tendência (alta ou baixa) não é forte.

        Se o entendimento estiver certo, mesmo que o mercado esteja em forte tendência, eu poderia utilizar o indicador para buscar somente aqueles papéis que apresentam o ADX menor do que 30 (indicativo de tendência fraca ou indefinida). Imagino que os papéis com esse critério têm mais chance de retorno à média e desse modo diminuo o risco de executar entradas falsas e consigo atingir pelo menos meu primeiro objetivo da realização parcial.
        Qual sua opinião?

        Obrigado.
        Anselmo

      • Anselmo
        30 de abril de 2014 às 1:06

        Eu comparei os valores do ADX com os eventos de contra-tendência em alguns papéis no olho, e parece que dá certo.

        Uma coisa interessante que pude concluir sobre o indicador ADX é que se ele representa a força da tendência, a sua derivada (inclinação da curva ADX) informará se está havendo intensificação da tendência (derivada positiva), ou enfraquecimento da tendência (derivada negativa) – talvez esse enfraquecimento seja o parâmetro mais importante para indicar o retorno do papel à média.

    • 30 de abril de 2014 às 10:32

      Fala Anselmo,

      Faz sentido sua observação. Se o ADX está baixo indica a falta de tendência, ou tendência fraca, o que aumenta a probabilidade de acerto em operações contra a tendência. Afinal, se a tendência está forte, há uma chance maior do preço continuar a favor dela do que reverter. A inclinação do ADX também representa um fator importante na indicação da força da tendência, porém note que cada vez que o ADX sobe, mais difícil dele continuar subindo. Supondo que os preços estejam subindo a uma taxa constante, o ADX tenderá a subir forte no começo e depois desacelerar um pouco. Para manter a mesma taxa de subida, os preços terão que subir a uma taxa mais forte. Afinal, ele é um oscilador, que varia de 0 a 100, ou seja, ele é limitado, diferente das médias móveis ou Acumulação/Distribuição por exemplo. Mas quando o ADX começa a cair, indica perda da força da tendência, mesmo que os preços ainda estejam subindo.

      Não posso dizer com experiência prática ainda, mas por estudos recentes, e que parece fazer sentido, eu agregaria aos setups contra a tendência o oscilador Estocástico, buscando zona sobrevendida para comprar e zona sobrecomprada para vender. Alguns autores falam para esperar fazer um “gancho” no indicador, isso quer dizer, o estocástico estar na zona sobrevendida caindo, com valor 15 por exemplo, e depois fazer uma leitura maior do indicador, com valor 18 por exemplo. Outros autores recomendam o sinal gatilho quando o estocástico sair da zona sobrevendida. Outros simplesmente por estar na zona sobrevendida. Então é questão de testes, mas me parece que o estocástico é bem conceituado entre os traders em geral.

      Eu também pensaria em entrar nas operações contra a tendência em pontos importantes, como suportes e resistências, linhas de tendência, em cima de médias móveis mais longas como 50 e 200. Também buscar por padrões de candlesticks de reversão para aumentar as probabilidades.

      Abraços!

      Rodrigo

  6. ricardo
    21 de junho de 2014 às 0:00

    Rodrigo, Gostaria de te parabenizar por dedicar parte de seu tempo a ajudar novatos no ingresso da Bolsa, e, ainda, iniciar os novatos com setup de segurança. Infelizmente comecei na Bolsa em 2007 através de fóruns (foi a pior coisa que aconteceu na minha vida) perdi muito dinheiro e, pior, dinheiro do meu trabalho suado que hoje me faz muita falta, mas espero um dia recuperá-lo. Hoje em dia não pretendo viver de Bolsa, mas adoraria, pelo menos, ter uma renda extra (dividendos ou seguir sua estratégia de tendência). Para isso gostaria de fazer um curso sério. Você não realiza nenhum curso não presencial? Minha corretora é a easynvest (muito boa pela corretagem barata e nunca tive problemas). Por favor, aguardo seu email para podermos iniciar esse curso. Sou advogado, mas sempre adorei economia. Acredito que serei um aluno aplicado, rs. Para finalizar, em breve irei adquirir o metastock para iniciar meus estudos gráficos, mas, para isso, gostaria de seu auxílio. Muito obrigado e, novamente, parabéns pelo seu blog!!
    Att.

    Ricardo Neto

    • 21 de junho de 2014 às 17:58

      Olá Ricardo, obrigado!

      A idéia é essa, tentar ajudar os novatos e também os que estão a mais tempo na bolsa mas por diversos motivos não consegue ganhar dinheiro consistentemente. Eu mesmo também já perdi bastante dinheiro, não seguindo opiniões das pessoas, mas testando muitos setups aprendidos em cursos e livros, mas praticamente nenhum que funcionasse consistentemente ao longo do tempo. Com certeza você recuperará seu dinheiro perdido e ganhará muito mais! O mais importante é escolher uma estratégia que te deixe tranquilo, sabendo o máximo que você poderá perder em cada operação, que mesmo que ocorra uma queda brusca na bolsa ou naquela ação em específico, você nunca perderá horrrores.

      Eu não ministro nenhum curso, mas posso te ajudar no que precisar. Você chegou a ler todas as páginas contidas no menu Estratégias? Mas pelo jeito você já tem bons conhecimentos de análise técnica, ou você operava com outras análises? Eu recomendaria você acessar o curso online do Ricardo Borges sobre a Bolsa de Valores e depois sobre Análise Técnica, caso você ainda não esteja familiarizado totalmente com o assunto. Acho que essa parte ele explica bem claro e é gratuito, tem algumas aulas em vídeo e outras em escrito. Com essa base você conseguiria entender tranquilamente meu setup.

      Mas de qualquer forma poderíamos ir conversando e trocando idéias numa boa, ir tirando as suas dúvidas. Pode ser por e-mail, mas o ideal seria aqui nos comentários do blog pois ficaria disponível para outras pessoas lerem também. Também se for o caso, se algum assunto em específico você tiver dificuldade, podemos bater um papo pelo Skype. Mas minha estratégia é relativamente simples, não precisa de nenhum conhecimento avançado.

      De qualquer forma, me passe seu e-mail que te mando uma mensagem por lá também através do meu e-mail.

      Abraços, vamos nos falando!

      Rodrigo

  7. ricardo
    21 de junho de 2014 às 18:10

    Rodrigo, muito obrigado pela resposta! Acabei de add no FB …vi que vc nasceu em SJBV…acredita que minha família é de Aguaí e SJBV!!! rs Mundo pequeno hein!
    Meu email é ricardomarosticaneto@uol.com.br
    Estou preso na HAGA4 um mico indicado em 2010 por um abutre do ADVN rs…muito muito burro!! Agora estou disposto a realizar o preju e iniciar sua estratégia que é realmente muito consistente! Parabéns viu!! Acabei pedindo para você analisar a Sabesp, é possível?
    abs novo amigo, rs!!

    • 21 de junho de 2014 às 18:49

      Pois é, sempre assim, mundo bem pequeno mesmo rss. Te mandei um e-mail.

      É, a HAGA4 eu não considero uma boa ação para operar. Até 2012 ela era muito volátil, o que dificulta muito os trades. O pior é que ela também não define tendências. Até para trades de curto prazo me parece ser bem ruim.

      Apesar de eu já ter perdido muita grana testando dezenas de setups, nunca passei por situações desse tipo de ficar empacado numa ação pois sempre muito muito sistemático com os trades na bolsa, então sempre usei stop loss em todas minhas operações. Pra mim o mais importante em investir na bolsa é ter a segurança de saber o máximo que perderei, e saber que nunca vou perder 20, 40, 60% ou mais na bolsa em uma operação. Então não posso dizer o que eu faria nessas situações, se eu realizaria um prejuizo de uns 50% (pelo que me parece por ter comprado em 2010), ou se esperaria ela subir mais. Algumas pessoas já me perguntaram isso, mas nem sei o que dizer rs… Eu não tenho psicológico para esse tipo de decisão, por isso escolhi ser bem metódico e optei por estratégias que me deixam tranquilo e facilitam essa decisão.

      Mas uma coisa é certa, enquanto essa ação está caindo ou ficando de lado, existem diversas outras subindo e gerando lucros!

      Abraços!

      Rodrigo

  8. Edson
    28 de julho de 2014 às 21:16

    Parabéns pelo seu trabalho e por compartilhar seus conhecimentos. Tenho uma dúvida. ..Como você consegue os dados da variação semestral e anual.É do metastock? Voce poderia disponibilizar a fórmula.? Mais uma vez parabéns.
    Edson

    • 28 de julho de 2014 às 23:01

      Obrigado Edson! Fique a vontade para compartilhar experiências também.

      Eu obtenho esses dados pelo próprio Metastock. Eu crio um novo Explorer, coloco a periodicidade Semanal, e preencho 4 colunas:

      A: ADX(14)
      B: HHV(ADX(14),26) – maximo ADX em 6 meses
      C: ((C / Ref(C, -26))-1)*100 – Rendimento 26 Semanas (%)
      D: ((C / Ref(C, -52))-1)*100 – Rendimento 52 Semanas (%)

      Aí eu rodo o Explorer selecionando todas as ações que tenho cadastrado. O resultado eu jogo para o Excel e trabalho de lá.

      Abraços e bons trades!

      Rodrigo Sibin Lichti

  9. Edson
    29 de julho de 2014 às 19:03

    Obrigado pela fórmula. Espero brevemente poder compartilhar com alguns estudos também.
    Abraços
    Edson

  10. Rodrigo Formigoni
    31 de julho de 2014 às 9:43

    Olá Rodrigo,

    Tudo bem ???

    Sou de Campinas e venho acompanhando o seu blog há algum tempo, pois gosto muito do mercado de renda variável e faço investimentos desde 2006. Já investi em fundos de ações, compras de ações diretas pelo homebroker sem nenhuma estratégia definida, etc… Já ganhei bastante dinheiro e também perdi, principalmente durante a crise de 2008. A partir desse momento, comecei a estudar muito, ler vários livros e fazer alguns cursos. Atualmente sou um trader 100% mecânico que utiliza o metastock para desenvolver os meus trading systems e faço validação estatística desses sistemas através do Tradesim. Como a psicologia representa cerca de 70% dos resultados em trading, me sinto mais a vontade com um computador me dizendo a hora de comprar e a hora de vender. Já fiz vários backtests de vários sistemas e muitos que vendem por ai não funcionam realmente de maneira consistente. Sou adepto do trend following em timeframes como vc (position), pois demandam um tempo menor do trader e os resultados são melhores no longo prazo. Acho interessante sua ideia de compartilhar conhecimento para crescermos juntos e pode contar comigo nessa jornada….

    Para finalizar, vai uma pergunta…. Qual a corretora que vc utiliza ??? Quais são os custos dela (corretagem, custódia, etc). ?

    Um abraço, Rodrigo Formigoni

    • 31 de julho de 2014 às 10:39

      Fala Rodrigo, eu moro em Campinas também! Bacana..

      Que legal que se interessa pelo meu estilo. E na bolsa é assim, começamos “crus” de tudo e a medida que vamos operando e principalmente perdendo vamos ganhando mais experiência e nos força a estudar mais para melhorar a eficiência em todos os aspectos.

      Realmente a maioria dos sistemas e estratégias que o pessoal vende aqui no Brasil não funciona, inclusive de vários livros bem conceituados americanos também. É o que muita gente diz: várias pessoas ganha dinheiro dando curso e vendendo livro, não operando propriamente. Por isso que minha idéia não é vender nada, é ganhar dinheiro do mercado, não das outras pessoas. E se eu estou ganhando dinheiro, é legal poder ajudar outras pessoas a ganhar dinheiro também.

      Não conhecia esse Tradesim, vou dar uma olhada depois.

      Eu uso a corretora XP, pago R$14,90 por corretagem e R$6,90 de custódia. Eu já operei em várias corretoras e a XP eu acho a mais estável de todas, com mais flexibilidade para operar day trade e futuros, fazer venda alugada, etc. Além de ter um shopping financeiro com centenas de fundos, CDBs, debentures, LCI, etc. Então enquanto não estiver com todo o capital investido nas ações, ou durante uma crise que não estiver comprado em nada talvez, pode aplicar nos fundos facilmente sem ter que tirar o dinheiro da corretora. Isso eu acho muito legal, além de só ter fundos top. Eu não ganho nenhuma comissão da XP para fazer propaganda não viu! rsss O que é bom tem que ser indicado mesmo.

      Abração xará Rodrigo! Legal você estar com a gente aí.. Sempre que quiser pode compartilhar experiências com a gente.

      Bons trades!

      Rodrigo Sibin Lichti

  11. Rodrigo Formigoni
    31 de julho de 2014 às 16:19

    Rodrigo,

    Eu perguntei sobre a corretora que vc utiliza, pois atualmente uso a Rico que cobra R$ 9,8 por corretagem e R$ 9,8 de custódia (se fizer 1 ou 2 operações no mês não paga nada). Com relação a estabilidade da corretora e outros beneficios, eu gosto muito, todavia gostaria de reduzir os custos de operação tendo outras opções de corretora. Particularmente eu acho a XP muito cara comparada com outras corretoras. Veja o infográfico: http://queroficarrico.com/blog/2014/04/21/melhores-corretoras-valores/

    Estou analisando a possibilidade de abrir conta na TOV ou Mirae, que possuem custos mais competitivos, todavia gostaria de saber de pessoas que operam com essas corretoras se elas são estáveis. No passado a TOV teve muitos problemas, mas recentemente os caras fizeram muitos investimentos na plataforma e talvez tenha melhorado. Se souber de alguém que opera com essas corretoras, por favor me avise.

    Um abraço, Rodrigo Formigoni

    • 31 de julho de 2014 às 18:38

      Eu operei alguns anos pela Rico (peguei desde quando era LinkTrade). Eu gostava até mas tive alguns pequenos problemas na época e algumas coisas engessadas. A XP eu acho melhor. Se você vai operar só Position, a diferença de corretagem é praticamente insignificante, pois irá buscar lucros de 50% para cima, então não é R$10 que fará a diferença. Agora se você pretende operar daytrade e swing trade, aí já faz diferença. Eu tenho o cadastro na SpeedTrade para fazer esse tipo de operação, mas ainda nunca utilizei. Eu operei algum tempo na TOV, mas faz uns 5-6 anos atrás, e era PÉSSIMA. Hoje em dia não sei como está. O custo dela realmente é bem atrativo. O problema é que na maioria delas você não consegue operar vendido sem alugar antes.

      Rodrigo Sibin Lichti

  12. vitor
    31 de julho de 2014 às 18:33

    Fala galera,
    estou acompanhando o papo e queria dizer que uso a Mirae.

    A corretagem é muito barata, ainda não tenho conta em outra, por isso não posso compará-la. O que posso dizer é que em 4 meses, o site ficou fora umas 5 vezes, em algumas só voltou no dia seguinte. Quem não ajustou stop deve ter ficado bolado. O sistema a meu ver é simples e não tem tutorial.

    Se tiver interessado apenas em compra e venda, sem muita firula, e ajustando stops com antecedência, não terá problema.

    O app pra tablet e celular é bom tb. Dá pra usar tranquilo e msm com uma conexão 3g ele funfa.

    Ainda estou no começo da jornada. Acompanho o Blog mas estou focando mais no swing-trade.

    abc

  13. vitor
    1 de agosto de 2014 às 10:02

    para exemplo, hoje o site está fora do ar até agora 10 da manhã.

    tenho uma lista de 8 possiveis entradas para ajustar stop, mas não consigo entrar….

    como meu capital é baixo e estou em ‘treinamento’, até relevo.

    mas quando entrar pra valer, definitivamente não será na mirae….

  14. Rodrigo Formigoni
    4 de agosto de 2014 às 13:08

    Olá Rodrigo,

    Vi que vc está lendo um livro sobre candlesticks…. Vc está gostando desse livro ?

    Sobre livros de trend following (com boas estratégias), quais vc recomendaria ?

    sds Rodrigo Formigoni

    • 4 de agosto de 2014 às 13:24

      Fala Rodrigo!

      Estava lendo, tive que dar uma parada temporária porque estou com uns projetos profissionais que estou tendo que me dedicar bastante. Mas a princípio achei bem interessante, mas terei que fazer backtests ainda.

      Todos os livros que eu li eu coloquei no menu Livros, junto com os comentários se acho bom ou ruim. Sinceramente são muito poucos os que eu acho que funcionam na prática, apesar de todos serem muito bonitos. Dá uma olhada nessa seção e qualquer dúvida você me avisa.

      Abraços!

      Rodrigo Sibin Lichti

  15. JOSE NETO
    19 de agosto de 2014 às 18:31

    Boa noite Rodrigo. Parabéns pelas informações a também pela forma como opera e compartilha seus resultados. Também achei interessante operar como position. Minha dúvida é a seguinte: Entrei no site do metastock.com e verifiquei que a versão Metastock XIII EOD funciona “exclusivamente” com o provedor de dados datalink que custa U$240.00 anuais. Dessa forma, pelo que entendi, não seria possível atualizar as cotas usando o quotebr por exemplo. Gostaria de saber se você tem alguma confirmação disso. Um forte abraço.

    • 19 de agosto de 2014 às 22:26

      Fala José! Obrigado!
      Pois é, a forma do Metastock trabalhar mudou, agora ele vem ligado obrigatoriamente com o servidor de dados americano. Eu ia atualizar o meu, que está meio antigo (versão 10), porém acabei desistindo por isso.
      Para quem quiser usar o Metastock o jeito é tentar comprar de outra forma ou baixar na net uma versão anterior.
      Abraços!
      Rodrigo

  16. JOSE NETO
    19 de agosto de 2014 às 22:29

    Boa Noite Rodrigo. Eu irei continuar usando o meu MS 10.1 EOD. Você poderia me informar a fórmula que usou no ATR Trailing Stop. Quero configurar no meu metastock.

    • 20 de agosto de 2014 às 9:08

      Ah se você já tem o 10, melhor manter então.
      A formula que uso é:

      Periodo := Input(“Periodo”,1,50,14);
      Multiplicador := Input(“Multiplicador”,1.0,5.0,1.3);
      C – Multiplicador*ATR(Periodo)

      Os parâmetros que uso são Periodo=20 e Multiplicador=3.

  17. JOSE NETO
    21 de agosto de 2014 às 17:27

    Obrigado Rodrigo por compartilhar mais esse conhecimento, com todos que visitam o blog. Um forte abraço.

  18. jaffry
    2 de abril de 2015 às 19:14

    Oi Rodrigo,
    Acompanho a pouco tempo o seu blog e achei muito interessante as formas que você opera e gerencia o capital. Pelo que pude ler até hoje quem possui um bom timming e gerenciamento de risco vai muito longe no mercado de renda variável, e tudo me parece girar em torno da formula da esperança matemática para que se sobreviva no longo prazo.
    Dei uma olhada nos livros que você já leu e gostaria de saber se você recomenda algum livro (ou material na internet, videos,cursos etc) sobre mercado de opções a um nivel um pouco mais básico, quero aprender a diversificar um pouco mais mas nao sei quase nada a respeito…
    Muito obrigado desde já e parabéns pela ótima iniciativa!

    • 3 de abril de 2015 às 11:43

      Fala jaffry! Você falou tudo!! É por aí..
      Sobre opções, eu recomendo o livro “Mercado de Opções – A Estratégia Vencedora”, de Luiz Francisco Rogé Ferreira, tem muitos tipos de operação com opção para todos os cenários de mercado e da ação. Tem o site http://www.bastter.com, o cara é especialista em opções e escreveu uns livros também.
      Tem um software muito bom e gratuito para simular operações com opções: http://www.samoasky.com
      Abraços!

  19. jaffry
    2 de abril de 2015 às 19:23

    Aproveitando, gostaria de perguntar também que ferramenta você recomenda ou usa para fazer backtests, existe alguma que seja grátis?
    obrigado mais uma vez

    • 3 de abril de 2015 às 11:56

      Os que eu conheço são o Metastock e o Amibroker. Não sei qual é melhor, nunca usei o Amibroker, mas o pessoal em geral gosta. Mas acho que os 2 são pagos. Tem um site que não achei agora que faz backtest online e era gratuito.

  20. Christopher Werle
    23 de julho de 2015 às 10:12

    Olá Rodrigo, tudo bem?

    Estou estudando Position Trading, primeiramente queria dizer que as informações do seu blog estão me ajudando, obrigado!

    Quero saber de você a respeito do capital operado, eu estou analisando como seria operar com capital de R$50.000,00, R$100.000,00 e R$500.000,00. Sei que quanto maior o capital mais difícil é auferir lucros e também dificulta operar no mercado. Gostaria de saber se você já analisou esta questão e a que conclusões chegou.

    Obrigado!

    Abraço!

    • 23 de julho de 2015 às 11:15

      Oi Christopher, bacana estar te ajudando!

      Sim, é um fator a ser considerado, com relação ao volume da ação a ser comprado, a diversificação da carteira, e preço médio de compra.

      Eu diria que de R$ 50 mil para R$ 100 mil não dá quase nenhuma diferença em todos os fatores, pois por ex, ao inves de cada compra ser de R$ 7 mil por exemplo, será de R$ 14 mil. O que praticamente todos os ativos escolhidos pelo filtro de liquidez comportam.

      Agora para R$ 500 mil já pode influenciar em algumas coisas. Aí talvez o tamanho de cada compra seja uns R$ 80 mil, aí a liquidez de algum ativo líquido, mas nem tanto, não comporte esse volume. Aí para esses ativos o melhor seria diminuir o volume comprado de acordo com cada um, por exemplo uns R$ 30 ou 50 mil.

      A diversificação maior dos papéis talvez seja necessária por causa disso, mas mesmo que todos os papéis que você queira comprar tenha liquidez para bancar R$ 80 mil de compra, talvez seu psicológico não tenha. Se esse for o caso, seria melhor diversificar mais, ou seja, diminuir o risco de cada entrada, de 2% para 1%, ou de 1% para 0,5%. Aí com uma posição menor em cada ativo, acaba se diversificando mais por consequência.

      E o preço médio da compra pode ser influenciado pelo volume também. Quando maior o volume, mais tende-se a perder na compra e na venda. Por exemplo, você tem uma ordem de start de compra a 20,01, com quantidade 5000. As vezes no book terá 1000 papéis vendendo a 20.02, 1500 papéis a 20.05, 1500 a 20.10 e mais 1000 a 20.12. Ou seja, sua ordem de compra pegará todas essas ordens de venda e seu preço médio será 20,073 a ponto que se você tivesse comprando somente 1000 papéis, seria de 20,02. Se um papel for mais líquido, essa diferença é bem pequena, as vezes nem existe, se for menos líquido pode haver uma diferença grande.

      Bem, é isso que eu vejo, mas ainda sim 500 mil não deve gerar muitos problemas não, talvez depois do milhão complique mais. É só ter atenção um pouco maior mas dá pra operar normalmente.

      Abraços!

      Rodrigo Sibin Lichti

  21. Christopher Werle
    23 de julho de 2015 às 11:49

    Nas minhas conclusões pensei que haveria uma diversificação maior devido a necessidade de liquidez, porém não havia pensado na questão do psicológico, que é extremamente importante e pessoal de cada indivíduo. Vou relevar a sua visão sobre o assunto nos meus estudos.

    Obrigado pela resposta!

    Abraço!

    Christopher Werle

  22. Rafael
    22 de fevereiro de 2016 às 7:07

    Olá, tudo bem? você usa qual base de dados do MetaStock? Sabe se dá pra converter aquela serie histórica do site a bovespa ara meta?

    • 22 de fevereiro de 2016 às 17:09

      Oi Rafael, eu uso o da QuoteBR. Eles usam a série histórica disponibilizada diariamente na Bovespa e fazem as conversões necessárias.
      Abraços!

  23. Thiago Bellotto Rosa
    5 de fevereiro de 2017 às 22:20

    Boa noite!

    Vi em um post seu que você tem um grupo de pessoas que utilizam investimentos automatizados. Seria possível entrar?

    • 8 de fevereiro de 2017 às 8:15

      Fala Thiago, blz?
      Na verdade automatização é um dos temas, temos falado de trading objetivos no geral, mas a maioria das pessoas não usa robôs.
      Quer entrar mesmoa assim?
      Rodrigo

  24. Daniel
    16 de fevereiro de 2017 às 22:19

    Muito bom seu blog! Parabéns! Já coloquei nos favoritos.
    Estava vendo suas operações em aberto e vi a FLRY3. Vendi ela hoje pois achei que está perdendo força.
    Qual sua visão para ela?

    Grande abraço.
    Daniel

    • 17 de fevereiro de 2017 às 7:17

      Fala Daniel, obrigado!
      Sim, também acho que a FLRY3 está bem devagar. Semana passada ela deu uma subida bacana. De qualquer forma eu mantenho ela na carteira pois ainda tenho capital vago para comprar outras ações, já que vou fazendo entradas gradativas com manejo de risco. Se a carteira estiver cheia e eu quiser comprar alguma outra com maior perspectiva, aí venderei essa para tentar fazer o dinheiro render mais.
      Abraços!
      Rodrigo

      • Daniel
        1 de março de 2017 às 18:32

        Rodrigo, boa tarde.
        Como que vc geralmente distribui o capital entre as ações? É uma porcentagem do capital para cada ação (ex.: 10% para cada) ou quantidade de açoes? Ou vc vai mais pela força de cada uma mesmo?
        Grande abraço.
        Daniel

    • 1 de março de 2017 às 19:24

      Boa tarde Daniel,
      Eu distribuo fazendo gerenciamento de risco, conforme explico na seção https://traderrodrigo.com.br/estrategias/estrategias-controle-de-risco/
      Eu aloco 1% de risco em cada operação, então vamos supor um capital de R$ 100 mil, eu arrisco R$ 1 mil em cada operação. Então a qualidade de ações vai depender do valor atual da ação e do risco da operação. Se em uma operação o risco for 5%, eu comprarei R$ 20 mil dessa ação. Se o risco for de 10%, eu comprarei R$ 10 mil, e se o risco for 15% eu comprarei R$ 6667. Em todos os casos o risco será de R$ 1 mil, portanto o tamanho do stop que me determina quantas ações comprar. Quanto menor o risco maior o capital alocado na ação.
      Abraços!
      Rodrigo

  25. raoni
    13 de agosto de 2017 às 19:12

    Quais seriam os resultados (porcentagem) anuais desde o começo de sua estratégia?

  26. césar
    26 de junho de 2018 às 9:36

    Parabéns pelo trabalho Rodrigo. Obrigado por compartilhar os estudos conosco. Abraço, César

    • 26 de junho de 2018 às 18:54

      Muito obrigado César! Espero que as informações possam ser úteis para você de alguma forma.
      Abraços!

  27. Sergio Levin
    14 de setembro de 2018 às 11:22

    Rodrigo Parabéns pelo seu trabalho!! Por favor, por acaso vc já tentou usar sua metodologia para dolar ou indíce? Tem algum comentário a respeito?
    Abs
    Sergio

    • 14 de setembro de 2018 às 18:46

      Fala Sergio, muito obrigado e bem vindo! Espero que meu material possa ser útil para você em algum aspecto.
      Nunca pensei em operar indice ou dolar no semanal não, eu sempre deixei na manga para operar day trade pelos baixos custos e margens, além da alta liquidez e boa volatilidade intradiária.
      Eu acho que se não operar alavancado, a variação do índice e dolar são muito baixas comparando à algumas ações que tiveram alta performance. Dificilmente eles ficarão com FR alto ou uma tendência de longo prazo. Então meu interesse sempre foi em empresas mesmo, que podem obter variações nas centenas percentuais.
      Acho que se quisesse operar posicionado no indice ou dolar, um swing trade seria mais interessante.
      Abração!

  28. francisco durand
    1 de fevereiro de 2019 às 13:59

    Parabéns Rodrigo! Excelente blog.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: