Arquivo

Archive for janeiro \21\America/Sao_Paulo 2020

Atualização pontual – 21/01/2020

Atualização das minhas entradas pelo gráfico diário:

Ação FR Setup Preço entrada Stop inicial Risco
AZEV4 98 Rompimento Diário 7,19 6,15 -14,46%
CNTO3 96 Rompimento Diário 43,30 38,35 -11,43%
HBOR3 97 Rompimento Diário 5,06 4,53 -10,47%

Abraços e bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Oportunidades

Atualização semanal – 18/01/2020

Novas entradas (compras) ocorridas essa semana:

JHSF3 a 8,33

Ajustes de stop:

TRIS3: de 12,87 para 12,91
JHSF3: de 6,44 para 6,86
ALPA4: de 26,99 para 27,81

Nenhum stop atingido.

Possíveis entradas para essa semana:

Ação FR Setup Preço entrada Stop inicial Risco
CNTO3 96 Rompimento Diário 43,30 38,35 -11,43%
HBOR3 97 Rompimento Diário 5,06 4,53 -10,47%
JFEN3 98 Rompimento Diário

No radar do mês: AZEV4, BIOM3, CARD3, CCPR3, CGAS5, ETER3, EZTC3, FHER3, GSHP3, JFEN3, LOGN3, MMXM11, PFRM3, PRIO3, QUAL3, RSID3, SLED3, SQIA3, WHRL4.

Minha carteira atual de Trend Following:

Data Entrada Ação Preço Compra Estratégia Variação Stop atual
02/01/2019 TRIS3 4,16 Rompimento Semanal 296,63% 12,91
25/02/2019 JSLG3 9,15 Rompimento Semanal 237,05% 25,42
24/06/2019 TRIS3 6,52 Rompimento Semanal 153,07% 12,91
25/06/2019 JSLG3 14,62 Rompimento Diário 110,94% 25,42
24/07/2019 JHSF3 3,76 Rompimento Diário 129,79% 6,86
30/09/2019 ALPA4 26,19 Rompimento Semanal 31,35% 27,81
18/10/2019 JHSF3 4,35 Rompimento Semanal 98,62% 6,86
18/11/2019 HBOR3 3,64 Rompimento Diário 29,40% 3,45
02/12/2019 JHSF3 5,86 Rompimento Semanal 47,44% 6,86
03/12/2019 CNTO3 29,36 Rompimento Semanal 33,86% 30,15
03/12/2019 POSI3 7,94 Rompimento Diário 20,91% 8,13
12/12/2019 POSI3 11,65 Rompimento Diário -17,60% 9,29
07/01/2020 SQIA3 26,00 Rompimento Diário 5,69% 23,64
13/01/2020 JHSF3 8,33 Rompimento Diário 3,72% 7,79

*Preço de compra ajustado por proventos

Bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Carteira, Oportunidades

Atualização pontual – 16/01/2020

Atualização das minhas entradas pelo gráfico diário, definindo entrada em HBOR3:

Ação FR Setup Preço entrada Stop inicial Risco
CNTO3 96 Rompimento Diário
HBOR3 97 Rompimento Diário 5,06 4,53 -10,47%
JFEN3 98 Rompimento Diário

Abraços e bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Oportunidades

Atualização semanal – 11/01/2020

Novas entradas (compras) ocorridas essa semana:

SQIA3 a 26,00

Ajustes de stop:

TRIS3: de 12,54 para 12,87
JSLG3: de 23,76 para 25,42
JHSF3: de 6,41 para 6,44
ALPA4: de 26,38 para 26,99
CNTO3: de 28,98 para 30,15

Nenhum stop atingido.

Possíveis entradas para essa semana:

Ação FR Setup Preço entrada Stop inicial Risco
CARD3 92 Rompimento Diário
CNTO3 96 Rompimento Diário
JFEN3 98 Rompimento Diário
JHSF3 97 Rompimento Diário 8,31 7,79 -6,26%

Conforme falei no post Estudo sobre entradas por rompimento no gráfico diário, esse ano entrarei na versão 3.0 do setup, onde priorizarei entradas pelo gráfico diário, portanto deixarei na tabela as ações que estarei de olho durante a semana, pois a correção e rompimento podem ocorrer em qualquer dia e não só nos fins de semana como no setup com entradas no gráfico semanal.

No radar do mês: AZEV4, BIOM3, CARD3, CCPR3, CGAS5, ETER3, EZTC3, FHER3, GSHP3, JFEN3, LOGN3, MMXM11, PFRM3, PRIO3, QUAL3, RSID3, SLED3, SQIA3, WHRL4.

Minha carteira atual de Trend Following:

Data Entrada Ação Preço Compra Estratégia Variação Stop atual
02/01/2019 TRIS3 4,16 Rompimento Semanal 298,08% 12,87
25/02/2019 JSLG3 9,15 Rompimento Semanal 242,19% 25,42
24/06/2019 TRIS3 6,52 Rompimento Semanal 153,99% 12,87
25/06/2019 JSLG3 14,62 Rompimento Diário 114,16% 25,42
24/07/2019 JHSF3 3,76 Rompimento Diário 117,02% 6,44
30/09/2019 ALPA4 26,19 Rompimento Semanal 28,71% 26,99
18/10/2019 JHSF3 4,35 Rompimento Semanal 87,59% 6,44
18/11/2019 HBOR3 3,64 Rompimento Diário 28,30% 3,45
02/12/2019 JHSF3 5,86 Rompimento Semanal 39,25% 6,44
03/12/2019 CNTO3 29,36 Rompimento Semanal 33,34% 30,15
03/12/2019 POSI3 7,94 Rompimento Diário 24,31% 8,13
12/12/2019 POSI3 11,65 Rompimento Diário -15,28% 9,29
07/01/2020 SQIA3 26,00 Rompimento Diário -7,12% 23,64

*Preço de compra ajustado por proventos

Bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Carteira, Oportunidades

Estudo sobre entradas por rompimento no gráfico diário

9 de janeiro de 2020 1 comentário

Conforme detalhei no post Revisão das operações com entrada pelo gráfico diário, no último ano eu experimentei uma variação de entrada na minha estratégia.

Minha estratégia sempre foi exclusivamente pelo gráfico semanal por se tratar de operações de longo prazo. Os gráficos são mais harmônicos e fazem menos ruídos de movimentações de curto prazo.

Porém aconteciam situações que me deixava ansioso, quando havia alguma ação em tendência de alta onde no gráfico semanal não faziam nenhuma correção de pelo menos uma semana, todo novo candle semanal fazia uma máxima maior que a anterior, não dando espaço para entrada pelo meu setup.

Foi então esse ano que resolvi testar uma variação de entrada. Todas as regras permaneciam iguais com exceção da análise da correção, que nesses casos eu resolvi fazer pelo gráfico diário.

Conforme mostrei no post, no geral foram operações com bons resultados, o que me motivou um estudo maior sobre essa modalidade de entrada.

Rodei os testes em todas ações da Bovespa nos últimos 10 anos, o que inclui mais anos ruins do que bons. Não rodei em mais de 10 anos pois o Metatrader 5 da XP não disponibiliza base de dados maior.

 

Testes

As regras básicas do sistema são as mesmas do Rompimento Semanal, todas que estão detalhadas no menu Estratégias. As únicas diferenças são a análise do gráfico diário ao invés do semanal para procurar correções e rompimentos, e consequentemente o posicionamento do stop inicial que será abaixo dessa correção no gráfico diário. O stop móvel ATR continua pelo gráfico semanal, bem como os demais indicadores.

Como possíveis regras adicionais para o setup de Rompimento Diário eu testei valores para tamanho mínimo da correção medidos em ATR semanal e também ATR diário, tamanho mínimo de stop em ATR semanal (para não colocar um stop muito curto em correções curtas) e quantidade mínima de candles na correção.

Os parâmetros de tamanho mínimo de correção e tamanho mínimo de stop não geraram resultados mais interessantes com nenhum valor.

O único parâmetro que gerou efeitos positivos foi a quantidade mínima de candles na correção.

 

Resultados

Na tabela seguinte eu comparo os resultados obtidos no setup de Rompimento Diário em cada variação de qtde mínima de candles com o resultado base do setup de Rompimento Semanal.

Qtde min. candles Lucro Drawdown Taxa acerto Qtde Trades
1 +22% +32% -7% +41%
2 +23% +25% -4% +33%
3 +20% +19% -2% +23%
4 +17% +7% -1% +15%

Testei valores maiores que 4 para esse parâmetro, porém os resultados já começaram a sair do ponto ótimo.

Vemos que em todas configurações a entrada pelo gráfico diário apresenta lucro superior ao gráfico semanal, pois a entrada acaba sendo antes ou no máximo no mesmo ponto do que no semanal. Porém, analisando o drawdown, que é o termo utilizado para rebaixamento máximo do capital, vemos que o aumento do lucro acaba sendo descompensado em algumas configurações de correções mais curtas.

No setup considerando como mínimo somente 1 candle de correção para liberar a entrada pelo rompimento, o lucro foi 22% maior que o setup no semanal, porém o drawdown foi 32% maior, o que não compensa do ponto de vista matemático. A taxa de acerto diminui 7 pontos percentuais, de 42% (que é a taxa de acerto do setup no semanal) para 35%, e a quantidade de trades realizados também aumenta bastante, havendo 41% mais trades.

No setup considerando como mínimo 2 candles de correção para liberar a entrada pelo rompimento, o lucro foi 23% maior que o setup no semanal e o drawdown foi 25% maior. Aqui já apresenta uma melhora com relação ao mínimo de 1 candle, onde o lucro é pouco melhor e o drawdown menor, mas mesmo assim ainda não tão atrativo matematicamente. A taxa de acerto diminui 4 pontos percentuais, para 38%, e a quantidade de trades realizados aumenta 33%.

No setup considerando como mínimo 3 candles de correção, o lucro foi 20% maior que o setup no semanal e o drawdown foi 19% maior. Aqui o aumento do lucro, apesar de menor que o dos casos anteriores, já é maior que o aumento do rebaixamento. A taxa de acerto diminui somente 2 pontos percentuais, para 40%, e a quantidade de trades realizados aumenta 23%.

Por fim, no setup considerando como mínimo 4 candles de correção, ou seja, uma correção mais bem formada, o lucro foi 17% maior que o setup no semanal e o drawdown foi de meros 7% maior. A taxa de acerto diminui somente 1 ponto percentuais, para 41%, e a quantidade de trades realizados aumenta 15%.

 

Minhas considerações

Na minha visão, a melhor configuração, ou regra, para esse parâmetro, que muda bastante o resultado do setup, é haver uma correção de no mínimo 4 candles após o topo para considerar o rompimento. Essa configuração mostra um bom aumento de lucro do que no gráfico semanal e ao mesmo tempo um aumento baixo no rebaixamento de capital. A taxa de acerto podemos considerar praticamente a mesma, 42% vs 41%, e a quantidade de trades feitas a mais do que no setup semanal é relativamente baixa, somente 15% mais trades.

A configuração de no mínimo 3 candles de correção eu também considero válida porém selecionando mais as ações para utilizar, uma vez que os resultados não são tão satisfatórios quando o de 4 candles, principalmente no quesito drawdown, que é uma boa medida de risco.

As configurações de mínimos 1 e 2 candles de correção eu evitaria muito usar, deixando para usar em casos muito específicos, talvez em ações muito fortes, mas com muita cautela e sabendo que as probabilidades ajudam menos aqui.

 

Conclusão

Eu achei bem interessantes e positivos os resultados utilizando o setup no gráfico diário.

Acredito que em várias ocasiões eu conseguirei fazer uma compra mais cedo do que eu faria pelo setup no gráfico semanal.

A partir de hoje pretendo fazer mais uso dessa modalidade de entrada e com isso devo colocar alguns posts mais curtos no meio da semana quando eu identificar tais oportunidades.

Não substituirei a entrada no semanal pela entrada no diário, pelo menos não agora. Continuarei usando as duas modalidades de entrada, até porque se pensar bem, uma correção que dura vários dias também virará obrigatoriamente uma correção no semanal, e nesse caso tanto faz o gráfico utilizado. Nesses casos eu devo dar preferência no gráfico semanal pela maior simplicidade, consolidação de dados e menos ruídos apresentados, conforme explanado anteriormente.

Então a grande diferença para o que eu já vinha fazendo “informalmente” no ano passado é que eu começava a buscar uma entrada no gráfico diário depois de várias semanas de alta no gráfico semanal sem que houvesse uma correção nessa periodicidade. Agora eu analisarei o diário para todas as ações do radar, ao mesmo tempo que analisarei o semanal.

 

Bem, contra fatos não há argumentos! Os testes mostram alguma vantagem na utilização do gráfico diário para entradas por rompimento, utilizar ou não é uma questão de gosto, visto que para isso precisa de um acompanhamento diário do mercado ao invés de semanal. E quando eu digo diário eu quero dizer à noite, e não durante o dia.

Agora finalmente saiu da clandestinidade uma operação que vinha fazendo sem saber os impactos reais para uma modalidade homologada!

Portanto agora estou entrando no Setup versão 3.0!

Abraços para todos e bons estudos e trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Atualização pontual – 09/01/2020

9 de janeiro de 2020 2 comentários

Atualização das minhas entradas pelo gráfico diário, ajustando a entrada conforme post que escrevi agora pouco, e ajustando o stop inicial de PRIO3 que fez mais um dia de queda:

Ação FR Setup Preço entrada Stop inicial Risco
JHSF3 97 Rompimento Diário 8,31 7,79 -6,26%
PRIO3 95 Rompimento Diário 39,76 35,97 -9,53%

Abraços!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Categorias:Oportunidades

Estudo de folga no start de compra para evitar falsos rompimentos

Desde que comecei a operar com essa estratégia de position trade de longo prazo lá em 2009 eu segui as recomendações e também a estratégia do livro que me motivou a entrar no Trend Following (mesmo sem falar nesse termo no livro), que é o “How I Made $2,000,000 in the Stock Market” do Nicolas Darvas.

Nesse livro o autor fala para dar uma folga no preço para colocar a ordem de start de compra, com relação ao último topo ou resistência. Então se por exemplo a resistência está em 27,75, a compra seria arredondada pra cima em 28,00 ou 28,01 para também romper a resistência de números redondos. E eu sempre deixei essa folga nas minhas ordens de compra e o principal motivo é para evitar falsos rompimentos, onde o preço passa somente por alguns centavos da resistência e volta para baixo dela.

Alguns poucos momentos eu até me lembro de ter me livrado de falsos rompimentos por causa dessa técnica, porém realmente bem poucos. E essa minha folga acaba girando em torno de 0,5% a 1,0%, colocada subjetivamente, tentando sempre arredondar acima do xx,00 ou senão acima do xx,50, ou senão simplesmente alguma folga sem algum valor especial, somente para estar um pouco distante da resistência mais recente.

Resolvi fazer um estudo sobre essa folga se realmente vale a pena e o quanto ela previne de falsos rompimentos.

Testei valores de 0,1% a 1,0% acima do preço da resistência/topo.

O resultado obtido é que até faz sentido esse embasamento, mas o ganho é muito baixo.

O melhor valor para a folga foi de 0,5%.

De todas operações feitas sem a folga, ou seja, comprando a somente 1 centavo acima da resistência, somente 2,7% foram evitadas por falso rompimento, que geraram perdas no stop inicial.

E de todas as outras restantes, o risco fica 0,5% mais caro, consequentemente no cálculo de tamanho de posição, ou position sizing, será comprado menos ações, consequentemente o lucro financeiro será menor. Além disso, o preço de compra sempre será 0,5% mais caro, portanto o lucro sempre será um pouco menor.

Portanto minha conclusão baseado nesse estudo e testes é que vale mais a pena entrar a somente 1 centavo acima da resistência, para diminuir o valor do stop da operação e potencializar um pouco mais os ganhos, mesmo tendo prejuízo em poucas operações a mais.

Abraços para todos e bons estudos e trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.