Inicial > Carteira > Resultado 2016

Resultado 2016

Mais um ano de investimentos de encerra e é hora da revisão geral. E o resultado do setup de Position Trade versão 1.0 infelizmente foi negativo mesmo com o IBOV tendo um ano bem positivo. Isso com certeza é para parar e refletir.

Na verdade essa revisão eu já acabei fazendo alguns meses atrás ao notar que a estratégia não estava performando bem há anos, sendo muito dependente de um mercado fortemente altista, que sinceramente eu achava que ocorreria com mais frequência na Bovespa, baseado nos gráficos históricos. Houveram no passado anos de quedas fortes semelhantes a de 2008, porém com forte recuperação depois e anos de fartura. O que nunca aconteceu na nossa história recente de bolsa de valores é um mercado praticamente lateral há mais de 5 anos, e isso eu não contava que iria acontecer.

Por isso em 30/11 eu publiquei a alteração da minha estratégia para o setup versão 2.0, buscando entrar mais no início das tendências, não esperando tendências mais fortes.

Outra reflexão é que o IBOVESPA teve uma boa alta esse ano porém minha carteira de ações não. Além no motivo do setup em si que fiz uma revisão e alteração, outro motivo que acabei notando também foi a escolha das ações. Até essa revisão eu estava focando mais em ações mid cap e small cap, pois são empresas com menos valor de mercado e tem maior capacidade de crescimento. O problema é que em anos como o de 2016, as blue chips que dominaram em performance, talvez pela incerteza do país na parte econômica e política. Por serem mais estáveis do que as small cap, acabaram performando melhor. Por isso depois da revisão da estratégia eu tirei o “preconceito” de operar blue chips e deixei o próprio mercado definir em que operar, sem filtros por tamanho/valor de mercado. Nas minhas operações do início de dezembro para cá já podem ver que começaram entrar mais blue chips que as outras na lista de entrada.

Em 2016 foquei bastante em operações de day trade em índice e dólar atráves de robôs (operações automatizadas), operando vários vezes em conta real porém é um campo muito difícil, muito mais de position e swing. É fácil desenvolver diversos setups e fazer backtests com períodos de anos e ter lucros relativamente consistentes, com a curva de capital ascendente sempre. Porém a realidade na hora de colocar o setup para funcionar de verdade a performance muda totalmente e a curva de resultado não segue o padrão do passado, gerando prejuizo na maior parte dos meses.

Enfim, o day trade no momento estou dando uma pausa e estou lendo alguns livros bem especializados no assunto de desenvolvimento de estratégias que funcionem no presente e futuro. Enquanto isso, seguindo a mesma linha do objetivo do day trade no fim do ano passado, que era rentabilizar a carteira enquando não houvesse um mercado forte de alta e o capital não ficasse todo alocado em ações de longo prazo, nesse mês de dezembro comecei a fazer operações de swing trade com uma metodologia totalmente objetiva, sem nenhuma regra subjetiva, e toda testada em 10 anos de histórico de todas as ações. Espero com isso ajudar a rentabilizar a carteira durante épocas como a dos últimos 6 anos de bolsa, que é difícil encher uma carteira fazendo gerenciamento de risco/posição correta. Não colocarei no blog essas operações primeiramente porque estou começando agora a validar na prática e segundo porque são possíveis operações diárias com muitas ações no radar e pode complicar a divulgação em tempo. Sendo assim no futuro eu penso a melhor forma.

Obs: na tabela abaixo não está contabilizado o lucro/prejuizo obtido no day trade, somente na estratégia de longo prazo.

Segue a tabela de rentabilidade da minha carteira desde o início, juntamente com o IBOV no mesmo período:

Ano Minha Carteira Acumulado IBOV Acumulado
2009 71,86% 71,86% 45,01% 45,01%
2010 121,56% 280,77% 1,05% 46,53%
2011 -10,47% 240,91% -18,13% 19,97%
2012 7,02% 264,84% 7,38% 28,82%
2013 -1,50% 259,37% -15,49% 8,87%
2014 6,16% 281,53% -3,02% 5,59%
2015 5,29% 301,68% -13,30% -8,46%
2016 -1,33% 296,34% 40,49% 28,60%

Obs: o início em 2009 foi em maio.

Um excelente ano de 2017 de ótimos trades e com muita saúde, felicidade, paz e harmonia para todos nós!

Abraços,

Rodrigo

Anúncios
Categorias:Carteira
  1. Felipe
    31 de dezembro de 2016 às 16:15

    Olá Rodrigo, gostaria de fazer parte de grupo do wats. fone: 48 98447-8342

  2. Rodrigo Formigoni
    2 de janeiro de 2017 às 11:38

    Olá Rodrigo, gostaria de fazer parte do grupo do wats tambem….. Fone: (19) 982870003.

  3. 7 de janeiro de 2017 às 13:03

    Olá Rodrigo, você pode me adicionar no grupo também. 19 98167-4379

  4. Rosendo Jose D Rodriguez
    7 de janeiro de 2017 às 17:18

    olá Rodrigo ..pode adicionar mais um no grupo do zap ….. tenho o mesmo problema reportado ….” Porém a realidade na hora de colocar o setup para funcionar de verdade a performance muda totalmente e a curva de resultado não segue o padrão do passado, gerando prejuizo na maior parte dos meses” … +5521986893985 …. no mais abraços e um 17 melhor ….

    • 7 de janeiro de 2017 às 20:54

      Fala Rosendo, adicionado!
      Pois é, esse é o mistério! hehe Estou lendo um livro muito interessante sobre testes, passo mais detalhes no grupo, pode ser um caminho para resolver esse problema!
      Que seja um excelente novo ano de trades para todos nós!
      Abraços!

  5. 28 de janeiro de 2017 às 13:36

    Boa tarde Rodrigo,
    Gostaria de fazer parte do grupo do whats. Meu telefone é 51 981344884.
    Obrigado!
    Cleber Zot

  6. Douglas Bianchi
    17 de março de 2017 às 21:53

    por gentileza add eu adm.. grato desde já!!

    18981197476

  7. JOAO CALIL
    14 de julho de 2017 às 18:31

    Me add no grupo do zap 81 988485300

  8. Douglas Alcantara
    27 de julho de 2017 às 0:12

    Olá Rodrigo, boa noite!

    Também gostaria de fazer parte do grupo no WhatsApp – meu fone é (11) 985084056.

    Abraço

    Douglas

  9. ricardo
    16 de agosto de 2017 às 22:03

    rodrigo, boa noite! gostaria de fazer parte do grupo do whats 11 982057601 . abs Ricardo

  10. 16 de fevereiro de 2018 às 16:44

    Rodrigo, boa tarde.

    Serei breve:

    1) Conhece o método de position sizing do Ryan Jones, o “Fixed Ratio”? Ele é uma alternativa voltada para crescimento de contas pequenas, ao invés do método tradicional (que vc usa) direcionado prioritariamente à conservação de capital.

    2) O site “senhormercado” tem muito material bom sobre trend following, backtests e position sizing de graça. Foi lá que eu descobri esses conceitos muito antes de vc escrever o blog. Talvez vc encontre alguma ideia que lhe seja útil por lá.

    3) Já viu este estudo do MIT mostrando que fazer aportes cada vez maiores é mais importante que buscar RENTABILIDADE? Olha aqui: http://viverdedividendos.org/rentabilidade-vs-aportes/

    4) Sobre operações intraday, eu realmente penso que o método mais lógico é o Tape Reading (análise de fluxo de ordens). Você aprende a observar a variável mais primária do mercado: a oferta e demanda (ordens de compra e venda no Times and Trades e no Book). Os André’s da Scalper Trader dão um curso feroz sobre o assunto, que pode ser implementado em outras estratégias que não scalping.

    5) Para backtests confiáveis (com resultados realistas) é imprescindível o uso de dados “tick a tick”, se não muita violinada vai passar batida, dando a ilusão que o sistema performa melhor do que realmente é.

    É isso aí.

    • 2 de março de 2018 às 18:30

      Fala João!

      Desculpa a demora na resposta, seu comentário caiu no spam e não recebi notificação, só vi agora.

      Muito obrigado pela contribuição com seus comentários! Vou deixar minhas respostas e opiniões:

      1) Já tinha ouvido falar pelo Rodrigo Malacarne, no mundo de robôs. Primeiro ponto, eu discordo que o método de risco fixo que uso é direcionado à conservação de capital. Eu uso de forma mais conservadora, arriscando 1% do capital por trade, mas autores como Alexander Elder recomendar um valor mais agressivo de 2%. Para position trade no método que uso, isso equivaleria a fazer uma diversificação de aproximadamente 4 ações. Se 3 delas derem sinais na mesma semana, eu teria alocado a grosso modo 75% do meu capital rapidamente, com risco total de 6% , que é o máximo recomendado pelo autor. Então eu não entendo como sendo direcionado à conservação de capital, acho que é focado no crescimento sim, depende do risco por operação utilizado.

      Eu acho esse método simples, intuitivo e de fácil aplicação em qualquer ação. Eu sempre usei ele e sinceramente nunca tive muito interesse ou curiosidade de buscar outros. Eu acho que o Fixed Ratio não é muito intuitivo e nem de tão fácil aplicação como o Risco fixo. Acho que ele foi criado mais para mercados futuros onde se calcula o número de contratos a ser operado. Para ações que é por lote de 100, muda um pouco, ainda mais que tem ação que custa R$1 e outras R$100. O método de risco fixo já leva em conta o valor do stop para mensurar o risco e consequentemente a quantidade de lotes, o que fica bem simples.

      2) Sim eu conheço, eu li todo conteúdo do blog antigo dele, ele opera de forma similar a eu, fazendo entradas em rompimentos de resistências (Donchian). Mas ele usa o Donchian para stops também, o que eu não considero tão efetivo quando o stop ATR, de acordo com meus backtests.

      3) Já tinha lido alguns artigos sobre a filosofia da valor e acumulação baseado em fatores fundamentalistas, mesmo não se importando com o preço, mas esse artigo em específico não. Mas tenho alguns pontos de discordância:
      a) Ele escolheu uma ação que subiu ao longo dos últimos 24 anos. Teve anos de queda e consolidação, mas no geral subiu. Se o investidor tivesse escolhido uma ação que não teve esse desfecho, o resultado seria bem diferente. A quantidade de ações poderia ser altíssima em carteira, mas em R$ poderia ter uma merreca. Ninguém sabe o futuro de nenhuma empresa ou ação. Acumular ações de uma empresa fielmente é um risco muito alto na minha opinião. Se o mesmo Bradesco que hoje está na faixa dos R$40, por qualquer motivo começar a cair e chegar a R$1 (vide NETC4 ou várias outras), quanto vai valer a milhares de ações que o cidadão acumulou? Não se importar com o preço é um erro, porque no fim das contas, se você quer liquidar para dinheiro, o que mandar é o preço, nada mais.
      b) A comparação dos tipos de investidores pelo autor foi infeliz. Ele está querendo comparar 2 estilos operacionais diferentes, um mais trader e outro mais investidor. Mas se ambos querem ver o capital crescer, e estão preocupados em juntar dinheiro para suas aposentadorias, é óbvio que os dois irão querer fazer aportes mensais para ir poupando mais e fazer seu capital crescer mais rápido. Essa é a regra básica dos investimentos e juros compostos. Então se ele quis comparar um que compra em qualquer preço e o trader, ele tinha que considerar que os 2 fazem aportes mensais, senão ele está considerando padrões financeiros totalmente diferentes. Um que colocou uma graninha extra que tinha na bolsa, e nunca mais, e outro que vai colocando uma boa grana todo mês. É óbvio que esse segundo vai ter maior capital no final. Mas e se os 2 fizessem aportes mensais?
      c) O trader que busca rentabilidade jamais fica comprado na queda ou mercado baixista. Ou senão ele opera vendido para ganhar enquanto a ação está caindo. Então esse acúmulo de ações que o autor menciona não tem nada a ver com a realidade do trader. Supondo que o trader seja seguidor de tendência, ele ficará posicionado enquanto a ação estiver subindo, e talvez fazendo entradas piramidadas durante a subida. Quando a ação cair certo ponto, realiza os lucros. Então algum teste melhor elaborado teria que ser feito para ver quanto de capital ou ações esse trader teria no fim do período, e não da forma extramente simplista e inexata que o autor fez.

      4) Sim, concordo. Já assisti algumas palestras dos Andrés, são bem interessantes e fazem muito sentido. Mas para operar com essa metodologia precisa ter tempo de acompanhar mercado tempo integral, o que não é meu caso. Se tivesse essa condição talvez eu faria o curso sim.

      5) Discordo dessa colocação em 2 pontos. Primeiro que nenhuma violinada passa batida, se um candle em qualquer timeframe vez uma mínima em certo ponto e já voltou para um ponto superior, e se essa mínima for inferior ao seu stop, o stop será acionado da mesma forma. A diferença é que no modo OHLC o preço que será utilizado nesse caso será a mínima ou fechamento do candle de 1 minuto que tocou no stop, não refletindo necessariamente o valor de mercado exato que sua ordem teria pegado, porém muito próximo nas ações mais líquidas. E mesmo o tick a tick não considera o book de ofertas e o spread ou slippage, considera somente o último negócio realizado, ou seja, impreciso mesmo assim. Isso estou falando do MT5 aqui no Brasil, se outros softwares tiverem book de ofertas histórico, aí já muda a conversa. Também até uns tempos atrás a informação é que no Brasil não havia base de dados tick a tick para MT5, mesmo que escolhesse no MT5. Segundo ponto sobre sua colocação é que para um sistema day trade com timeframe curto (1 a 5 min) faz sentido a necessidade do tick a tick, porém para swing e principalmente no meu caso, position trade, como são trades muito longos, a diferença percentual de usar tick a tick para OHLC eu posso dizer que é irrelevante. Mesmo que houver variação nos preços de 0,5% na compra e também na venda, esse desconto em cada trade não trará impacto algum no final dos resultados.

      Espero ter respondido suficiente sobre seus comentários!

      Se quiser complementar mais sobre algum ponto por favor responda!

      Abraços

      Rodrigo

  11. 5 de março de 2019 às 15:17

    Olá Rodrigo, tudo na vida é um aprendizado, no entanto estou adquirindo mais conhecimentos e quero aprender ainda mais, assim que possível me se tiver vaga no WhatsApp, me adiciona por favor. Forte Ana.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: