Inicial > Carteira, Oportunidades > Atualização semanal – 21/04/2018

Atualização semanal – 21/04/2018

Nenhuma entrada ocorrida essa semana.

Nenhum stop foi atingido.

Ajustes de stop:

SLCE3: de 32,32 para 32,36
UNIP6: de 22,60 para 21,72 (proventos)
VVAR11: de 23,69 para 24,09

Nenhuma oportunidade de entrada para essa semana.

Minha carteira atual de Trend Following:

Data Entrada Ação Period. Estratégia Variação
24/07/2017 LCAM3 Position Rompimento Tendência 183,85%
14/08/2017 UNIP6 Position Rompimento Tendência 212,16%
09/11/2017 UNIP6 Position Rompimento Tendência 112,85%
16/11/2017 MAGG3 Position Rompimento Tendência 20,08%
02/01/2018 ROMI3 Position Rompimento Tendência 21,15%
14/02/2018 UNIP6 Position Rompimento Tendência 28,38%
27/02/2018 VVAR11 Position Rompimento Tendência 13,43%
01/03/2018 TRIS3 Position Rompimento Tendência 2,86%
05/03/2018 SLCE3 Position Rompimento Tendência 16,69%

O risco atual da minha carteira está em 2,60% do meu capital.

Bons trades!

Rodrigo Sibin Lichti

Obs: As informações colocadas aqui são simplesmente meus registros pessoais, não são recomendações de investimentos para outras pessoas. Não sou profissional certificado de investimentos e não posso orientar nenhuma pessoa a comprar ou vender determinado ativo. Os comentários e respostas para os leitores são simplesmente trocas de idéias entre investidores.

Anúncios
Categorias:Carteira, Oportunidades
  1. 22 de abril de 2018 às 9:44

    Bom dia, Rodrigo!

    Você poderia me explicar como é realizado esse procedimento de compensação de proventos?
    Como ele impacta no valor do stop loss?
    Como ele entra no controle do capital investido?
    E, por fim, em que momento você os considera para essas alterações? Tendo em vista que ainda nem foi creditado em conta!

    Forte abraço.

    • 22 de abril de 2018 às 20:48

      Fala Marcelo! beleza??

      A data ex-dividendos é o dia posterior ao limite para os acionistas que terão direito a receber os dividendos por possuir custódia da ação.

      Por exemplo, olhando no site http://dividendobr.com/, a data ex-dividendo da EMBR é 24/4. Quem tiver custódia de EMBR3 até o fim do pregão do dia 23/4, receberá dividendos. A ação está cotada a R$ 23,50. Supondo que o dividendo a ser pago seja de R$1 por ação e a cotação da ação feche a R$ 24,00 no dia 23/4, os preços abrirão a R$ 23,00 no dia seguinte, já descontando o valor do dividendo. Então quem receberá o dividendo não está lucrando nada, continuará com o valor total de R$ 24 por ação naquele dia, porém terá R$ 23 em ações e R$ 1 na conta corrente, quando for pago. O mercado ajusta automaticamente o valor do dividendo para que não haja distorções.

      Portanto se você tem ações da EMBR no dia 23/4, no dia 24/4 a própria corretora cancela suas ordens pendentes da ação para que não haja operações inválidas pelo ajuste de preço. Se seu stop está a R$ 21 no dia 23/4, no dia seguinte após o ajuste você teria que recolocar seu stop a R$ 20, descontando o R$1 do provento. Porque se você for stopado a R$20, como você ganhará os R$1 na conta, na verdade você foi stopado nos R$21 originais.

      A forma mais fácil de ver o valor atualizado do stop é pelo próprio software, como o MT5. Normalmente os gráficos de todos os softwares são ajustados por proventos, portanto quando o mercado abrir na data ex, o gráfico já terá os novos valores e todo histórico de preço terá sido ajustado proporcionalmente. Basta olhar o valor do novo stop móvel ou loss inicial, no indicador ou nos preços. Então essas alterações devem ser feitas na data ex. Não importa que não foi creditado na conta ainda, será no futuro, em 1 semana ou 6 meses, mas você já está garantido como credor do provento.

      Não sei se entendi bem sua dúvida sobre o controle do capital investido, mas se você for calcular o risco das operações abertas, a conta permanece a mesma, o risco percentual da operação irá mudar um pouco com os novos valores de stop e entrada ajustada, porém não será nada muito relevante. Então basicamente o ponto de atenção é só ajustar o stop e o preço de compra.

      Sobre o preço de compra, para controle oficial da operação, nunca se muda o preço de compra, por mais que tenha proventos, splits, agrupamentos, etc, o preço de compra é fixo, está no passado. Você verá o lucro fazendo o cálculo da operação final vendo o preço total de venda e subtraindo o preço total de compra, acrescendo os proventos recebidos. Para finalidades de IR e declarão de ganhos em renda variável, o que vale é somente a diferença do preço de venda e compra, sem contar os proventos, que serão declarados em outra seção.

      Agora, para acompanhar as operações em aberto e ter uma noção do percentual ganho até então, é interessante manter um preço de compra ajustado para poder ser divido pelo preço da última cotação e chegar ao resultado. Nesse caso o preço ajustado será o último preço de compra subtraido do percentual do dividendo. No exemplo acima de EMBR3, o ajuste foi de R$1 e o preço de fechamento foi R$ 24, isso dá 4,16% de ajuste para baixo. Então se seu preço de compra fosse R$17, seria ajustado para R$16,29. Caso futuramente houver um novo provento enquanto ainda estiver com essa posição, seria feito o novo ajuste percentual a partir do preço R$16,29.

      Abraços!

      Rodrigo

      • 24 de abril de 2018 às 20:29

        Rodrigo, muito boa explicação, muito completa.

        Era exatamente isso que eu não conseguia entender, seriam necessários dois controles de operações abertas, um “Oficial” que servirá de base para o IRPF, e outro com o os valores de entrada e stop ajustados para se ter um percentual real de ganho ou perda daquela operação em andamento, perfeito!

        No meu caso, as planilhas de controle de operações, contabilidade das operações, que calcula os impostos, e controle de capital investido são interligadas, então será o valor de compra inicial mesmo, ok!

        Só uma dúvida, no exemplo citado por você da EMBR3, se o valor de compra foi de R$ 17,00, e os proventos de R$ 1,00, não seria uma subtração direta desses valores? que daria R$ 16,00. Ao invés do valor percentual que você utilizou? Por que então o valor percentual e não o valor real?

        Obrigado pelas explicações!

        Forte abraço.

        Marcelo Silva

    • 26 de abril de 2018 às 10:02

      Tem que ser em percentual para um ajuste correto. Para facilitar pense assim: se você comprou a R$ 17, ficou com a ação muitos anos e nesse período houveram 20 datas de proventos de R$ 1 cada um, então se você fizesse uma subtração simples, seu preço de compra seria negativo! Para não haver discrepância tem que ser sempre em percentual, pois é um valor no passado. O mesmo acontece quando o gráfico de preços no passado é ajustado pós proventos, sempre em percentual, para não acontecer isso também.
      Abraços!

  2. Sergio Nunes
    22 de abril de 2018 às 12:29

    Rodrigo , bom dia
    Minha duvida eh a seguinte , baixei as ferramentas para o Metatrader 5 do seu Setup, e gostaria de visualizar no meu grafico os valores que vc inicia o seu setup bem como os valores das suas atualizacoes semanais , ou seja ir acompanhando pelo Metatrader o Setup.
    1- Para Stop Atr quais sao os valores exatos que vc utiliza ?
    2- Para o Stop Atr a gente utiliza a linha do stop de venda(verde) ou stop de compra(vermelho) .
    3- Nos Canais de Donchian qual seria tambem a configuracao dessa ferramenta

    Desde ja agradeco a costumeira atencao
    Abs
    Sergio Nunes

    • 22 de abril de 2018 às 20:18

      Fala Sergio, boa noite!

      1 e 2) São 2 indicadores Stop ATR plotados no gráfico, um para usar como stop móvel e outro para determinar o limite máximo da correção, conforme explicados em detalhes na página https://traderrodrigo.com.br/estrategias/estrategias-setup-parte-3/ . Não utilizo a linha superior, que seria para operar vendido.
      Para o stop móvel eu coloco os seguintes valores na ordem: Fechamento | 20 | 3.5 | Maior/Menor nível últimos X candles | 26. Na aba Cores eu coloco a cor “None” para o Stop ATR Venda e a cor vermelha para o Stop ATR Compra.
      Para o limite de correção eu coloco os seguintes valores na ordem: Máxima/Mínima | 20 | 2.5 | Maior/Menor nível últimos X candles | 26. Na aba Cores eu coloco a cor “None” para o Stop ATR Venda e a cor azul clara para o Stop ATR Compra.

      3) Eu coloco os seguintes valores na ordem: 26 | HIGH_LOW | 0 | 0. Na aba Cores eu coloco a cor “None” para o Middle e Lower Donchian e a cor azul médio escura para o Upper Donchian.

      Essas cores eu uso no Metastock que tem fundo branco. Talvez com fundo preto no MT5 precisa mudar um pouco.
      Veja se dá certo aí.

      Abraços!

  3. 22 de abril de 2018 às 16:48

    Boa tarde, Sergio.

    Vou tentar responder as suas perguntas:
    1 – ATR Stop = 3.5 x ATR20 no gráfico semanal.

    2 – No MT5 estou utilizando a linha de Stop de compra nas operação de compra. E os valores tem coincidido com os valores do Rodrigo.

    3 – Donchian (Upper Donchian) de 26 períodos. Alinha de baixo você deixa como “none” para ela não aparecer e ficar lhe atrapalhando. Faça isso também para a linha inferior do ATR Stop.

    Sugiro que leu os três posts relacionados ao setup em:
    Parte1 – https://traderrodrigo.com.br/estrategias/estrategias-setup-parte-1/
    Parte2 – https://traderrodrigo.com.br/estrategias/estrategias-setup-parte-2/
    Parte3 – https://traderrodrigo.com.br/estrategias/estrategias-setup-parte-3/

    • 22 de abril de 2018 às 20:50

      Valeu pela resposta Marcelo! Só vi a sua depois que tinha escrito a minha. Está correto!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta para Marcelo Silva Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: